Página Principal Revista EBS

Rock in Rio celebra 30 anos de história

Rock in Rio
Imagem: Raul Aragão
O maior festival de música e entretenimento do mundo coleciona números grandiosos ao longo de suas três décadas de história

Com 30 anos de história, o Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo por uma série de razões. Das quatorze edições anteriores, cinco ocorreram no Brasil (1985, 1991, 2001, 2011 e 2013), seis em Portugal (2004, 2006, 2008, 2010, 2012 e 2014) e três na Espanha (2008, 2010 e 2012). Em 2015, o festival completa 30 anos, com edições em Las Vegas, pela primeira vez nos EUA, e Rio de Janeiro, sexta edição no Brasil. Em setembro, a sexta edição no Brasil acontecerá na Cidade do Rock.

Combinando todas as edições já realizadas, mais de 7,5 milhões de pessoas já participaram do evento. Outro número que não para de crescer é o das redes sociais, nas quais o Rock in Rio está quebrando recordes com mais de 11 milhões de seguidores.

Em termos de atrações, somando-se as edições brasileiras, portuguesas e espanholas, mais de 1.274 atrações musicais se apresentaram nos palcos do Rock in Rio, com um total de 1.200 horas de música, com transmissão para mais de 1 bilhão de telespectadores em todo o mundo, pela TV e Internet.

Como tudo começou…

O ano era 1985. A data precisa: de 11 a 20 de janeiro. O Brasil passava por grandes transformações após um longo período sob a ditadura militar e seguia rumo à democracia. Foi em meio a mudanças e neste cenário que nasceu o Rock in Rio. E lá se vão 30 anos.

Em um terreno pantanoso de 250 mil metros quadrados, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, durante dez dias, 1.380.000 pessoas assistiram o que viria a ser hoje o maior festival de música e entretenimento do mundo — mas, na época, ninguém ainda sabia disso.

Era a primeira vez que um país da América do Sul sediava um evento musical desta proporção.

Tudo era novo e agregava uma dimensão inimaginável. A estrutura de som e luz contou com um sistema extremamente moderno para a época. Um dos símbolos do Rock in Rio, aconteceu em 1985, uma plateia foi iluminada pela primeira vez, no mundo, na história dos shows. Uma homenagem ao público, considerado parte importante da grande festa naquela época e até os dias de hoje.

Era um período em que a contratação de artistas internacionais era extremamente delicada. Mas, ainda assim, a primeira edição do Rock in Rio contou com nomes consagrados em sua programação.

Nomes que, para aquela época, não estariam em palcos do Brasil: Queen, AC/DC, James Taylor, George Benson, Rod Stewart, Yes, Ozzy Osbourne e Iron Maiden foram alguns dos grandes artistas que subiram ao palco deste festival. Isso sem falar nas principais estrelas da música nacional da época, como Gilberto Gil, Ney Matogrosso, Rita Lee, Elba Ramalho, além de uma nova geração do rock nacional, que incluía Paralamas do Sucesso, Blitz, Kid Abelha e Barão Vermelho e que ganhou destaque a partir de suas apresentações no Rock in Rio.

Metallica e Iron Maiden

Imagem: Rogério Resende – Divulgação: Assessoria

Este era o tom do Rock in Rio e que permanece até hoje, em todos os países onde o festival é realizado: um evento para toda a família e que reúne todos os estilos.

“Não foi fácil realizar o Rock in Rio há 30 anos. Era um sonho, que tive que batalhar muito para concretizar. A vida é feita de sonhos e os sonhos precisam ser realizados. Bati de porta em porta e venci inúmeras barreiras para trazer para o público algo diferente, algo que mudasse a história da música do país. Mas o evento foi além e mudou também a história das pessoas. Mais de um milhão de pessoas presentes no evento, naquela ocasião, têm histórias para contar e celebram o Rock in Rio até hoje em suas vidas. Fico emocionado ao ouvir o que cada um me conta. Percebo que o festival passa de geração para geração e isso é muito impactante”, ressalta Roberto Medina, criador do festival.

Marcos do Rock in Rio

Foi preciso ousadia para realizar o Rock in Rio no Brasil. E, com a mesma dose de coragem e criatividade, esse megafestival levantou voo e foi para a Europa. Em maio de 2004, Lisboa, em Portugal, viu nascer a sua própria Cidade do Rock.

Em junho de 2008 foi a vez de Madri, na Espanha, também ter o seu Rock in Rio. Sim, o festival permaneceu tendo “Rio” no nome e leva a imagem da Cidade Maravilhosa por onde passa. Manter a referência no nome à cidade que lhe serviu de berço mostra que o festival tem suas raízes e suas próprias características, mas para todos os lugares que foi levou junto uma grande curiosidade e respeito pela cultura local.

Exposição conta a história do festival

Para comemorar as três décadas de emoções e muita música, uma exposição que conta a história do festival está fazendo um tour pelo Brasil.

A Expo Rock in Rio 30 Anos resgata a história de cada palco, curiosidades e detalhes dos bastidores. A exposição passa por cinco capitais brasileiras até o final do ano: Rio de Janeiro, Cuiabá, Brasília, Porto Alegre e São Paulo.

30 anos depois…

O ano de 2015 será de muitas comemorações para o Rock in Rio. É o ano em que o festival completa 30 anos e a festa acontecerá ao longo de todos os meses. É o ano também que marca a chegada do festival aos Estados Unidos, o maior mercado do showbizz mundial, e o consolida como o maior evento de música e entretenimento do mundo. Em setembro, mais uma edição do Rock in Rio no Brasil, mais precisamente a sexta.

O evento acontecerá de 18 a 27 de setembro de 2015, em uma área com mais de 150.000 metros quadrados. As atrações iniciais incluem Katy Perry, A-Ha, System Of A Down e Queens of the Stone Age, que se apresentam no Palco Mundo, e John Legend, presença confirmada para o Palco Sunset.

Tags: Festival Grandes Eventos musical Rio de Janeiro

Relacionados
Arena_Campus Party - Foto: Divulgação Assessoria

9 motivos para não perder a 1ª edição da Campus Party Executive

CES 2018_- Foto: Arquivo Pessoal/Renan Frizzo

Maior feira de tecnologia do mundo fica sem energia por mais de duas horas

Foto: Divulgação Assessoria

Campus Party Brasil anuncia dupla de novos palestrantes

http://abinc.org.br

Futurecom 2017 revela tendências da nova era das comunicações

Storytelling

Storytelling: o case IT Forum

"Fearless Girl", ou garota destemida, criada pela McCann Nova York, foi o case do ano no festival

Festival de Cannes 2017

Dubai Feira EBS 2016

Feira EBS: o principal evento do setor MICE no Brasil

Divulgação: Cannes Lions International Festival of Creativity

Cannes Lions: o evento das ideias