Página Principal Revista EBS

Sustainable Brands Rio

Álvaro Almeida é sócio fundador da Report Sustentabilidade.
Álvaro Almeida é sócio fundador da Report Sustentabilidade, empresa que atua há 14 anos na inserção da sustentabilidade aos negócios. Foto: divulgação
O evento que reúne pessoas e empresas preocupadas com a incorporação da sustentabilidade em seus projetos de negócios

O Sustainable Brands Rio, aconteceu nos dias 21 e 22 de junho, no Rio de Janeiro. O evento trouxe como tema central Activating Purpose (em tradução livre, Ativando Propósitos), uma das grandes questões do mundo corporativo atual. Confira a entrevista com Álvaro Almeida*, sócio fundador da Report Sustentabilidade, organizador e curador da conferência internacional Sustainable Brands Rio que falou sobre as novidades desta edição.

Revista EBS: Como surgiu a ideia de promover o Sustainable Brands Rio?

Álvaro Almeida: Sustainable Brands é um evento que ocorre há dez anos nos EUA, com sede na Califórnia, e já formou uma poderosa rede de profissionais interessados em impulsionar negócios sustentáveis. Recentemente, foi apontado pela consultoria Onalytics como a marca mais influente em sustentabilidade no Twitter nos EUA. Isso é relevante pois o Twitter é a principal rede social de profissionais nos EUA.

Em 2011, conhecemos o evento e percebemos que ele trazia uma nova abordagem para os eventos de sustentabilidade: não mais apresentava os problemas e as limitações para os negócios, mas como empresas e empreendedores utilizavam a inovação guiada pela sustentabilidade para gerar negócios de impacto positivo para a sociedade. Essa é uma postura única e que fez do Sustainable Brands Rio um sucesso entre os profissionais interessados em desenvolver negócios sustentáveis.

Temos hoje uma audiência qualificada de pessoas, em sua maioria tomadores de decisão em empresas de todos os portes (CEOs, diretores, gerentes e especialistas), que buscam no SB Rio conhecer quais as mais novas aplicações da sustentabilidade aos negócios. Além da troca de conhecimento, profissionais com os mesmos interesses e desafios encontram-se e dão início a parcerias.

Revista EBS: Na sua concepção, as empresas estão cada vez mais engajadas e familiarizadas com a questão da sustentabilidade? Por que?

Álvaro Almeida: Sim e de uma maneira mais madura. Hoje, sustentabilidade é um tema que está mais próximo das áreas de inovação, desenvolvimento de novos negócios e planejamento que as de comunicação institucional e marketing, como no passado. As multinacionais antes só tinham práticas de excelência nas sedes e as operações locais seguiam um padrão “business as usual”, o que mudou nos últimos dois anos. Há operações no Brasil totalmente em linha com a estratégia global dessas companhias.

As grandes empresas nacionais também têm evoluído muito e há um grande número de novas empresas, startups que já nascem com o propósito de resolver os problemas da atualidade e, portanto, dispostas a promover um impacto positivo por meio de seus negócios.

Revista EBS: Qual é o principal legado desse evento para as empresas e para os participantes?

Álvaro Almeida: O evento tem se estabelecido como o território de evolução das marcas na Nova Economia. Portanto, é lá que se encontram as empresas que querem manter-se atualizadas sobre como a inovação sustentável está sendo aplicada nos negócios, transformando empresas já existentes ou impulsionando novas. O SB Rio oferece conhecimento por meio das palestras, networking pelo encontro de profissionais qualificados e aprendizado em workshops de aprofundamento em temas relevantes.

Revista EBS: Quando se fala em sustentabilidade o que as empresas buscam?

Álvaro Almeida: As empresas buscam entender qual o seu papel em um mundo em acelerada transformação. O que significa entender qual o seu propósito. Já sabemos que não pode ser apenas gerar lucro, emprego e tributos. Cada empresa busca entender qual problema atual pode resolver por meio de seus negócios, sem gerar novos problemas. E é isso que vai garantir sua perenidade, relevância para os outros, enfim, sustentabilidade.

Revista EBS: Para você, o tema sustentabilidade é uma tendência? Por que?

Álvaro Almeida: Certamente é uma tendência que veio para ficar. O modelo dominante de fazer negócios está se mostrando insustentável. Ele se baseia em alcançar o máximo lucro possível a partir de uma lógica de produção onde se extraem recursos da natureza, produz-se algo e acumulam-se os resíduos.
Isso tem gerado todos os macro problemas que conhecemos: concentração de riqueza, aumento da pobreza, mudanças climáticas etc. Felizmente, as empresas têm percebido que, da mesma forma que os negócios atuais geraram esses efeitos, o futuro dos negócios é justamente reparar esses problemas, transformando-os em oportunidade por meio de inovação tecnológica ou social. E há uma pressão da sociedade nesse sentido. Portanto, a perenidade dos negócios depende dessa reorientação a partir dos princípios da sustentabilidade.

Revista EBS: Para esta edição, quais foram as novidades apresentadas?

Álvaro Almeida: Primeiro, a experiência dos participantes foi única. O evento ocorreu no Armazém da Utopia, um belo armazém na renovada área portuária do Rio, o Porto Maravilha, pouco mais de um mês antes dos Jogos Olímpicos.

Portanto, preparamos uma completa experiência de sustentabilidade para quem foi a um ou aos dois dias do evento. Quem é de fora do Rio desembarcou no aeroporto Santos Dumont, utilizou o recém-inaugurado VLT e desceu na Estação Utopia, na porta do evento, para uma experiência de sustentabilidade poderosa.

Depois, o tema: Activating Purpose. Ativar Propósitos é o grande novo desafio das empresas que querem dar escala para os negócios sustentáveis. Afinal, é necessário engajar as pessoas dentro e fora das organizações para essa mudança e isso se deu por meio dos vínculos criados a partir da identificação de propósitos comuns entre indivíduos, grupos, organizações e coletividade.

A qualidade das palestras e dos workshops já não é novidade, mas seguramente preparamos um programa com muitas apresentações inspiradoras.

Relacionados
EXC no Jockey Club

Jockey Club ganha espaço de 2 mil m² para eventos

Live Marketing nas Olimpíadas Rio 2016

Rock in Rio

Rock in Rio celebra 30 anos de história

Centro de Convenções Sulamérica

O Rio de Janeiro e sua infraestrutura de espaços para eventos corporativos