EBS completa 15 anos: sucesso de público e negócios

Divulgação
Divulgação
O principal evento do país, dirigido aos segmentos MICE e Experience trouxe muitas novidades, diversas ações simultâneas, que agradaram todos os presentes

Foi nos dias 07 e 08 de junho de 2017, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo que a EBS – Evento Business Show – Feira da Indústria dos Eventos Corporativos, Incentivos, Congressos, Feiras e Marketing de Experiências, comemorou o seu 15º ano, trazendo o tema: “Novas ideias merecem ser compartilhadas”.

Estiveram entre os presentes, os gestores de marketing, eventos, incentivo, rh, treinamento e compras das mais relevantes empresas do país, além das agências de live marketing, incentivos e também as organizadoras de congressos e feiras, que puderam se relacionar com as principais infraestruturas de espaços para eventos, destinos nacionais e internacionais e um mix de produtos e serviços para esse mercado. Sobre as novidades apresentadas no evento, tivemos as Arenas Experience, com suas 32 palestras no formato TED, apresentadas em palcos abertos dentro da área de exposição, proporcionando uma nova experiência para todos que participaram do evento, e paralelamente à exposição aconteceu o Speed Meeting, uma rodada de negócios onde o comprador convidado ficou frente a frente com fornecedores, foram 6.400 reuniões nos dois dias.

Neste ano, o evento somou 2000 visitantes, 80 expositores e 350 congressistas. Com data marcada para os dias 06 e 07 de junho de 2018, a 16a Feira EBS se prepara para trazer um evento ainda melhor, dirigido para esse mercado.

Alguns depoimentos

Entre os expositores estava a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS) que promoveu sua região como destino turístico e forte perfil para eventos de negócios. O diretor da Fundtur-MS, Bruno Wendling afirmou que a presença do estado na Feira EBS tem o objetivo de maximizar a promoção dos destinos sul-mato-grossenses, como opção no setor de eventos. “Foi uma grande oportunidade para novos contatos com o mercado brasileiro e compradores mundiais”.

O executivo da Signmaker, Fabio Faury, disse que a feira trouxe muitos benefícios. “Frequento o evento há alguns anos como visitante, desta vez como expositor minha visão, atuação e aproveitamento de negócios foi bem maior”.

A Norwegian Cruise Line (NCL) também esteve na Feira EBS e apresentou a adequação de seus navios ao mercado corporativo. Entre as facilidades de seus navios, a companhia destacou “salas destinadas para reuniões em grupo, espaços de socialização que podem ser privativos, para eventos particulares e pessoal de apoio em hotelaria e lazer”.

O destino Paraíba e a infraestrutura do Centro de Convenções de João Pessoa foram divulgados na feira. Para o diretor do Centro de Convenções, Ferdinando Lucena, a estratégia promocional tem o objetivo de apresentar o local de forma diferenciada e focada para um público especializado do segmento de turismo de congressos e eventos corporativos que participa da feira.

Unir o corporativo com o lazer tornando-se o maior em capacidade para a realização de eventos na região de Porto de Galinhas, no Pernambuco, foi o objetivo da Enotel Hotels & Resorts no evento. Segundo Almir Cardoso, diretor de eventos, atualmente o temos um pavilhão para feiras de 1,2 mil metros quadrados, um ballroom com capacidade para 1 mil pessoas em auditório, 12 salas sendo cada uma capaz de receber até 100 pessoas e um anfiteatro para 450 pessoas.

A Sectur também teve estande próprio e contou com a participação de profissionais de Balneário Camboriú, que apresentaram seus projetos para 2017, incluindo a finalização do Centro de Eventos. “Com a finalização do Centro de Eventos, Balneário Camboriú busca intensificar o turismo de negócios na cidade. A EBS propõe essa nova forma de turismo para os agentes e empresários regionais. É nossa intenção fazer com que expositores venham a Balneário e conheçam tudo o que temos a oferecer”, afirmou o Secretário de Turismo, Altamir Osni Teixeira.

A GJP Hotels & Resorts decidiu implementar uma série de mudanças estruturais com foco especial nas áreas de eventos de dez hotéis da rede para a realização de grandes congressos, eventos de incentivo, meetings, coquetéis e festas especiais para todos os tipos de público. Durante a EBS, apresentou as novidades da nova estratégia para fomento aos estabelecimentos da rede.

De acordo com Patrícia Luz, do Beach Hotel Maresias: ” Participando da feira, ganhamos visibilidade no mercado corporativo e conseguimos bons negócios, onde alavancamos nossas vendas no setor. Além disso, realizar um evento na Rede Beach é unir o útil ao agradável, onde o cliente encontrará salas de alto nível, conforto e um belíssimo visual”, destacou a executiva.

Conheça os 80 expositores da Feira EBS

Barbados, Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Convention Bureau João Pessoa, Mônaco, Noruega, Porto de Galinhas CVB, ProColombia, Santos e Região CVB, Seychelles, Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú, Secretaria do Estado de Minas Gerais, Secretaria do Turismo do Estado do Ceará, Santur – Santa Catarina Turismo, Secretaria de Turismo Campinas, Centro de Convenções Rebouças, Bienal São Paulo, Expo Center Norte, Transamérica Expo Center, Hangar, GL Events Brasil, GS1 Brasil, Expoville Centro de Convenções e Exposições, Centro de Convenções Vitória, Centro de Eventos Ceará, Buffet Mediterrâneo, NCL Norwegian Cruise Line, Velle Representações, Forental, Enotel Convention e Porto de Galinhas, GJP Hotels, Rede Beach Hotéis, Tivoli Hotels & Resorts, Global Hospitality Services, HB Hotels, VIP Hotels, Windsor Hotéis, Costão do Santinho, Alice Vitória Hotel, Transalpino, Estúdio Cusco Rebel, Jaguar Bombeiros, Fantastic Brindes, Link Promocional, Marca Laser, Ótima Gráfica, Vintore Brindes Especiais, All in Eventos, Vale Presente, Signmaker Comunicação, Class Produções, Interação Automação, Dexpo, PromoBox Brasil, Facility Doc, Senac-SP, Fabrika de Eventos, Foto Andres, Fotop, Kiyoshi Geradores, Grupo Forte Locação de Eventos, Hofmann, Just Led, Inovattore Design, Shift, Five Transportes, Triart Estandes e Eventos, Make Eventos, Grupo Z Cops, SS Self Storage, In Event, Sunset Eventos, Pampa Consultoria de idiomas e Eventos, Circuito Netas, Cacau Show, Maria Honos Gastronomia, Grupo EventoFacil, Rádio Bandeirantes e Band News.

Nas duas rodadas de negócios durante a realização do evento, tivemos a presença de 129 compradores convidados frente a frente com fornecedores.

“O Speed Meeting facilita na hora da contratação. Fiz muitos contatos, indicaria e participaria novamente”, disse Taís Regina – compras na KPMG.

Rodada de Negócios na Feira EBS 2017 - Divulgação

Rodada de Negócios na Feira EBS 2017 – Divulgação

Exposição Feira EBS 2017 - Divulgação

Exposição Feira EBS 2017 – Divulgação

Arena Experience

Os visitantes puderam assistir as 32 palestras gratuitas realizadas nas Arenas Experience, uma novidade da Feira EBS 2017. A série de apresentações de diversas áreas direcionados aos profissionais do segmento MICE e de experiência, tiveram como missão mostrar em 20 minutos “ideias que merecem ser compartilhadas”. A ideia foi inspirada no projeto TED (tecnologia, entretenimento e design), programa criado nos Estados Unidos por uma organização sem fins lucrativos.

Foram reunidos palestrantes de áreas de conhecimento diversas, como storytelling, marketing de experiência, treinamento vivencial, gamificação, eventos de luxo, segurança em eventos, normas técnicas, tecnologia, segurança alimentar, marketing de conteúdo, tecnologia de eventos, branding experience, destinos MICE, compliance, jogos corporativos, cases de sucesso, legislação e regulamentação, destinos MICE, ROI e captação de recursos, design thinking, segurança em eventos, e muitos outros.

Localizadas em pontos estratégicos da exposição, os visitantes também puderam ouvir as palestras enquanto visitavam os estandes no espaço da Feira EBS.

Entre os palestrantes estava Silvana Torres, CEO da Agência Mark Up, que apresentou o case “Campari Red Experience”, plataforma de brand experience desenvolvida pela agência para a Campari, e que conta com ocupações imersivas e interativas. O projeto já passou por Recife e Fortaleza, ambas as cidades receberam instalações sensoriais, explorando os cinco sentidos (tato, visão, audição, olfato e paladar) dos convidados, através de caminhada em pedriscos, espelhos em módulos disformes que fragmentam a imagem refletida, fontes sonoras, perfume de cravo e degustação da bebida, por exemplo.

Outro case de sucesso, foi apresentado por Fabio Mergulhão, VP de criação da Aktuellmix, que apresentou o case #EATERNET – Abra a Boca e Coma o Site, esse foi desenvolvido em parceria com a Hershey, que permitia aos consumidores comerem um site de chocolate, literalmente. Após comprar um produto da marca, os participantes cadastravam o código de barras das embalagens no próprio site e ganhavam o direito a uma mordida.

Rob Srivastava, diretor da TINT, trouxe o case iHeart Media Events, que trata de como é possível influenciar e aumentar o marketing boca-a-boca do seu evento, atrair mais patrocinadores, e atingir 7.45 bilhões de social-media impressions.

Outra apresentação com bastante audiência foi “Criatividade e Inovação”, apresentada pela Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUCSP, Ana Lúcia Pita. Segundo ela, no meio dos eventos é preciso se adequar às mudanças, ser capaz de pensar estrategicamente e tomar decisões certas, em momentos certos, adotar posturas flexíveis na resolução de problemas.

Para Pita, em meio ao cenário de exigências, é cada vez mais importante que o profissional possua, além de habilidades específicas, uma visão global do ambiente de trabalho e desenvolva o maior número de competências possível, entre elas, a criatividade e a inovação, que têm assumido um papel importantíssimo no desenvolvimento dos profissionais.

Criatividade e Inovação com Ana Lucia Pita, mestre em comunicação e semiótica - Divulgação

Criatividade e Inovação com Ana Lucia Pita, mestre em comunicação e semiótica – Divulgação

Campari Red Experience com Silvana Torres - Divulgação

Campari Red Experience com Silvana Torres – Divulgação

Case #EATERNET – Abra a Boca e Coma o Site com Fabio Mergulhão - Divulgação

Case #EATERNET – Abra a Boca e Coma o Site com Fabio Mergulhão – Divulgação

Na área de tecnologia, tivemos a apresentação de Marcelo Daou, diretor de negócios da Samsung que trouxe o tema “Realidade Virtual”. Segundo o especialista, a ferramenta é o futuro do conteúdo criativo, pois melhora a experiência do usuário, podendo ser aplicada como estratégia de marketing em vários segmentos do mercado. Ele ainda ressaltou que proposta não é desenvolver a tecnologia, mas sim utilizá-la como estratégia de marketing, como apresentar produtos por novos ângulos.

Já Mauricio Andrade de Paula, consultor de negócios sênior para América Latina na Teradata, apresentou o tema “Big Data para Eventos”. De acordo com ele, fidelizar o cliente nunca esteve tão em alta e isso também vale para o setor. O consultor afirma que gerar e analisar dados dos consumidores pode gerar resultados positivos para as empresas. Com o surgimento do e-commerce grandes empresas do setor de eventos passaram a enxugar seus espaços físicos para investir no online e em outras ferramentas.

Os destinos Barbados, Mônaco, Noruega e Seychelles, também estavam entre as apresentações. Destinos cada vez mais procurados e visitados por brasileiros. O arquipélago do Oceano Índico recebeu um número 31% maior de turistas provenientes do Brasil em 2016 comparado ao ano anterior.

Em 2016, a Global Vision Access (GVA), empresa de comunicação e marketing dos escritórios de turismo dos dois países, desenvolveu um plano de ação de relacionamento com o trade e comunicação, focando em nichos de mercado que seriam menos afetados por crises políticas e econômicas.

De acordo com a diretora da GVA, Gisele Abrahão, a empresa lida com crises e desafios todos os anos. “Usamos as dificuldades como alimento para nossa criatividade. Durante um ano bastante desafiador, não apenas no mercado de turismo, revertemos um cenário negativo e garantimos excelentes resultados para ambos os destinos”, afirma ela.

Segundo a executiva, um dos principais desafios é a falta de informação e mitos em relação aos destinos clientes da GVA. “Quando começamos a trabalhar com Barbados, as pessoas perguntavam ‘quem’. Já Seychelles, meu próprio time nunca havia ouvido falar do arquipélago. Sabemos que o trabalho não vai ser feito de um dia para outro, ele precisa ser contínuo e sempre muito criativo”, declara Gisele.

Em 2017, a empresa decidiu diversificar seu modelo de negócios e abrir seu leque de serviços, oferecendo serviços customizados de comunicação, relações públicas e mídias sociais, plataforma de e-learning, ações com foco no segmento de MICE, projetos de representação de empresas ligadas ao segmento de turismo, além de seu carro-chefe de serviços completos de marketing e relações públicas para destinos turísticos internacionais.

Outro destino internacional também presente na Feira EBS e nas Arenas Experience, foi a Colômbia, representado por Natalia Mejia, que apresentou as novidades e novas apostas para o turismo no país. O destaque foi Medellín, que segundo a assessora: “passou de cidade mais violenta do mundo para a mais inovadora”, e teve um crescimento de 34% no número de estrangeiros”, destacou.Segundo ela, a ProColombia está muito satisfeita com os resultados que o país tem alcançado com relação ao turista brasileiro. “Entre janeiro e junho deste ano, recebemos cerca de 108 mil brasileiros. Com a alta temporada (novembro e dezembro), expectativa é atingir 160 mil visitantes”, ressaltou, destacando que o Brasil é o terceiro maior emissor de turistas à Colômbia, atrás somente dos Estados Unidos e Venezuela.

Big Data com Mauricio Andrade de Paula - Divulgação

Big Data com Mauricio Andrade de Paula – Divulgação

Tecnologia com Marcelo Daou, diretor de negócios da Samsung - Divulgação

Tecnologia com Marcelo Daou, diretor de negócios da Samsung – Divulgação

Certamente ROI não poderia ficar de fora das Arenas Experience. A sigla usada para a métrica conhecida como Return On Investment, (em português: Retorno Sobre Investimento). Trata-se de um indicador muito usado para avaliar o resultado obtido por uma organização a partir de um montante de recursos investidos. Na prática, um número que mostra quanto a empresa ganhou ou perdeu em relação ao que investiu. Na palestra de Marcelo Azevedo, diretor de marketing e parcerias corporativas, o assunto foi abordado para verificar se o investimento feito na campanha de um evento contribuiu ou não para as vendas da empresa.

“Sabemos que 2016 foi um ano atípico e muito difícil para todas organizações devido à crise econômica e política que passamos. E quando se fala em patrocínio a situação ainda piora. Quantas vezes fiz ligações para empresas para apresentar projeto e quando dizia “patrocínio” a ligação caia ou a resposta imediata era que não existia verba, independente do projeto. As empresas congelaram os investimentos e projetos potenciais foram ignorados. Claro que isso não acontece com todas organizações, principalmente as multinacionais que atuam com estratégias internacionais e tem um forte posicionamento diante das crises. E os projetos incentivados?”, perguntou Azevedo.

“Hoje em dia há a desconfiança, por exemplo, a lei-rouanet, o que antes era um selo de qualidade e respeito hoje se tornou um grande questionamento dos projetos aprovados e principalmente dos proponentes que conseguiram 100% da verba incentivada. Deu até lava Jato e projetos que não faziam menor sentido em receber incentivo, uma vez que essa lei foi criada justamente para auxiliar os artistas desconhecidos e democratizar a cultura em todo país”, explicou.

O autor do livro “O mercado de luxo no Brasil”, Claudio Diniz, apresentou um rico panorama e uma profunda radiografia sobre o luxo, além de traçar um paralelo do país em relação ao mercado mundial. O palestrante descreveu com propriedade sobre uma área que cresce ano a ano, mostrando oportunidades e tendências de um mercado que fatura milhões em vendas de produtos, que vão desde jatos executivos a iates de luxo, ou serviços específicos como alta gastronomia, hospitais e hotéis cinco estrelas.

As empresas de fora começam a puxar para cima o nível de profissionalização, uma vez que elas treinam seus profissionais lá fora. Com isso, as marcas brasileiras serão obrigadas a adotar o mesmo nível de serviço para não perder mercado.

Para abordar o tema do mercado de exposições fazendo um comparativo do cenário brasileiro e mundial, Juan Pablo de Vera, da Reed Exhibitions Alcantara Machado, foi o convidado para falar sobre o foco para os próximos anos para os eventos é a implementação de novas ferramentas tecnológicas que possam beneficiar o visitante. Segundo ele, há uma diminuição nos últimos anos no tempo de visita e aumento do planejamento. “Hoje em dia, o visitante vem com um roteiro de visitas marcadas antes do evento”, disse.

Segundo Vera, nos últimos 15 anos, o participante passou de 2,9 diárias para 1,8. “Eles querem otimização”, aponta o vice-presidente da Reed apontando que da montagem à sinalização e agora na comunicação, as feiras estão sendo otimizadas. “Hoje tudo é voltado para geração de resultados”.

Outro benefício do uso da tecnologia citado por ele é a produção de conteúdo. “Com as ferramentas digitais é possível interagir com o visitante antes, durante e depois do evento“, completa. Além de conseguir enviar informações sobre a feira, as plataformas permitem a sugestão de novas soluções. Com dados baseados no cadastro conseguimos direcionar e sugerir outros expositores.

Luxo com Claudio Diniz - Divulgação

Luxo com Claudio Diniz – Divulgação

Roi e Captação de Recursos com Marcelo Azevedo - Divulgação

Roi e Captação de Recursos com Marcelo Azevedo – Divulgação

Tags: Arena Experience Feira EBS networking rodada de negócios

Relacionados
Participantes Speed Meeting São Paulo - 24 de novembro - Foto: Divulgação

EBS Buyers Club Café e Speed Meeting encerram a agenda de 2017 com sucesso

Divulgação

Speed Meeting na Feira EBS: expositores e compradores frente a frente

Speed Meeting São Paulo 2016 Foto: Divulgação

EBS Buyers Club Café e Speed Meeting: dobradinha de sucesso

Dubai Feira EBS 2016

Feira EBS: o principal evento do setor MICE no Brasil

Feira EBS

15 anos de muito sucesso

Speed Meeting - Rodada de Negócios

Speed Meeting: a rodada de negócios do segmento MICE

EventoFacil Meeting Campinas e São Paulo

EventoFacil Meeting – Encontro do Profissional de Eventos 2016

EBS Buyers Club Café

EBS Buyers Club Café: promovendo conteúdo, experiência e networking