Página Principal Revista EBS

Protocolos de SP para eventos e turismo, mas sem data de reabertura

Foto: Assessoria
Plano de retomada apresentado pelo Governo do Estado de SP

Publicado em 27/05/2020

O Governador João Doria apresentou nesta quarta-feira (27) o Plano São Paulo para reabertura de setores da economia durante a quarentena de enfrentamento ao coronavírus. A partir de 1º de junho, índices de ocupação hospitalar e de evolução de casos em 17 regiões do Estado vão definir cinco níveis restritivos de retomada produtiva, segundo critérios médicos e epidemiológicos, para que o sistema de saúde continue em pleno funcionamento.

O plano foi elaborado por autoridades estaduais em sintonia com especialistas do Centro de Contingência do coronavírus e do Comitê Econômico Extraordinário que atuam voluntariamente em apoio ao Estado. Os eixos principais das cinco fases de reabertura também foram discutidos com prefeitos e representantes de diversas associações comerciais e empresariais.

Espaços públicos, teatros, cinemas e eventos que geram aglomerações – festas, shows, campeonatos etc – permanece fechados por tempo indeterminado.

Protocolos sanitários para setores e subsetores foram disponibilizados para que os estabelecimentos possa iniciar a readequação às normas exigidas para, quando possível, possam reabrir.

Os setores de Eventos e Turismo

Dentro de “Economia Criativa” podemos encontrar os protocolos para
– Drive-In
– Produção Audiovisual, Produção de Espetáculos (teatro, dança, música etc.), Circo
– Escolas e cursos de formação cultural
– Eventos com público
– Museus, centros culturais, bibliotecas e acervos
– Salas de cinema, Teatro, salas de espetáculos e auditórios

Já o documento “Turismo”, apresenta protocolos para:
– Locadoras de automóveis
– Operadoras, agências de viagens e receptivos
– Parques temáticos, aquáticos, atrações turísticas, centros de entretenimento familiar e parques itinerantes
– Transportadoras turísticas
– Turismo náutico
– Venues, organizadores de eventos, prestadores de serviços para eventos

Acesse os documentos na íntegra – clique

Os critérios e as fases da retomada da economia de São Paulo

• A retomada consciente dos setores da economia começa a funcionar em 1º de junho. O Estado está dividido em 17 Departamentos Regionais de Saúde, que estão categorizados segundo uma escala de cinco níveis de abertura econômica.

Foto: Divulgação

• Cada região poderá reabrir determinados setores de acordo com a fase em que se encontra. As regras são: média da taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivas para pacientes com coronavírus, número de novas internações no mesmo período e o número de óbitos.

• A requalificação de fase para mais restritiva será feita semanalmente, caso a região tenha piora nos índices. Para que haja uma promoção a uma fase com menos restrições e mais aberturas, serão necessárias duas semanas.

• O Plano São Paulo dá autonomia para que prefeitos diminuam ou aumentem as restrições de acordo com os limites estabelecidos pelo Estado, desde que apresentem os pré-requisitos embasados em definições técnicas e científicas.

Acompanhe mais detalhes aqui

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Relacionados

Anunciadas as datas para retomada de eventos em SP

Setor de eventos deve ter novidades em 07 de julho

Plano do Paraná para movimentar economia a partir do turismo

Capital Paulista avança de fase, mas feiras e eventos não têm previsão de retorno

Revista EBS apoia a Expo Retomada

Indústria 4.0 e a recuperação econômica do setor de eventos

Instituto Bandeirantes apoia o Movimento Supera Turismo Brasil

Agência mapeará as tendências do setor de Live Marketing