Página Principal Revista EBS

IFA começa nesta quinta em Berlim com acesso reduzido

O evento segue as orientações do governo local de proibir qualquer evento com mais de 5.000 pessoas até o dia 24 de outubro.

Sob forte esquema de segurança na tentativa de evitar surtos da covid-19, a  IFA (sigla para Internationale Funkausstellung Berlin) realizada em Berlim, na Alemanha, será o primeiro evento presencial realizado em grande escala para a indústria de eletrônicos e eletrodomésticos desde a chegada da pandemia de COVID-19 no início do ano. Este ano, a feira reunirá 180 expositores. Um número muito inferior aos poucos de 2.300 que costumava apresentar antes da pandemia.

A IFA Berlim é a feira mundial de eletrônicos, mais importante e tradicional da Europa. O evento costuma atrair grandes públicos, mas este ano, por conta do coronavírus, será restrita a fabricantes e convidados. A feira acontecerá com base nas rígidas diretrizes de saúde e segurança desenvolvidas em conjunto pelas autoridades de saúde pública alemãs. Nesta edição, estará limitada a receber no máximo, 750 pessoas ao mesmo tempo nos espaços de exposição, que também foram reduzidos.

Jens Heithecker, Diretor Executivo da IFA Berlin destacou o significado e o simbolismo do encontro da indústria deste ano em Berlim: “Quando se trata de fazer negócios, nada supera a conexão pessoal. É por isso que ter IFA 2020 como um evento da vida real é tão importante. É um símbolo para mostrar que juntos podemos olhar para além da pandemia e suas consequências. Há um normal à frente e agora cabe à indústria, aos varejistas, à mídia e aos consumidores construir e moldar o “normal” que é vai surgir. “

Relacionados

Ceará promoverá evento para simular a realização de eventos com segurança

expo retomada

O retorno da indústria de Eventos no Brasil

O Futuro dos Eventos no Brasil será tratado na Expo Retomada

Expo Retomada abre credenciamento para etapa presencial

manifestação BH

Profissionais de eventos fazem pedido de socorro em BH

mp-eventos

Lei preserva empresas de eventos mas consumidor pode ficar insatisfeito

Passeata pelo retorno dos eventos reuniu cerca de 1500 profissionais em São Paulo

Passeata pede a volta dos eventos em São Paulo