Página Principal Revista EBS

4º Congresso MICE Brasil: dicas mágicas para surpreender no universo MICE

Marina Pechlivanis e sua gestão de encantamento fazem parte da lista de atrações confirmadas para o 4º Congresso MICE Brasil 

Há riqueza acerca das teorias do encantamento e a compreensão sobre elas traz uma boa dose de positividade. Para os encantadores do mundo dos negócios, tudo pode ser mais leve, divertido e simples com a gestão de encantamento. E mais eficiente e bem-sucedido também.

Para esses profissionais e empresas, o segredo para uma negociação de sucesso é o relacionamento. E para que a negociação atinja completa excelência, deve-se pensar numa abordagem simplesmente encantadora.

Para Marina Pechlivanis, autora do livro Gestão de Encantamento, publicado pela editora Reflexão e lançado em janeiro de 2018, o encantamento é primordial para conquistar o sucesso, melhorar a performance e fazer a diferença nas relações pessoais e profissionais. Segundo ela, “saber encantar é uma forte vantagem competitiva. Especialmente porque o encanto se constrói e é complexo manter sempre um bom padrão de qualidade”.

Em 120 páginas encantadoras, Marina preparou dicas e metodologias práticas e eficientes que aprimoram e possibilitam bons negócios. No conteúdo da publicação, Marina ressalva que “a proposta é aplicar os conhecimentos de diversos campos de estudo, como a antropologia, a pedagogia, a história, a etnologia, a filologia, a linguística, o folclore e a literatura em negócios e em negociações”.

Em uma imersão de autoanalise, o leitor se depara com exercícios, experiências e exemplos práticos para se inspirar, recomendações para alcançar seus objetivos com foco, além de estudos de caso com histórias de pessoas e marcas que usaram Gestão de Encantamento. “O livro funciona como um olhar criterioso para mapear as reações durante as relações sociais e uma atitude ágil de adaptação para encantar e alcançar os resultados esperados”, aponta.


Marina Pechlivanis em seu canal do Youtube “Umbigo do Mundo”

Presença do encanto

Marina acredita que as empresas precisam trabalhar suas plataformas de diálogo, comunicação e negócios, da mesma forma que trabalham suas técnicas em relacionamentos interpessoais e confraternização. Em seu canal do Youtube “Umbigo do Mundo”, a professora e escritora deixa bem claro que um sorriso pode transformar negócios, ao passo em que uma má impressão pode ser decisiva na escolha de um cliente entre a sua organização e a concorrência.  

Você pode oferecer a melhor oferta, o melhor produto ou serviço, você poder contar com as estratégias mais eficazes ou até montar um planejamento de negócio perfeitamente estruturado,  porém se você não souber encantar, pode perder negócios para um concorrente mais carismático, charmoso e  que sabe envolver positivamente as pessoas, nos negócios e na vida.

A autora ainda afirma que “trabalhar a Gestão de Encantamento é estar atento, é pesquisar, planejar e saber aplicar, acompanhando cada etapa de interação para calibrar feedbacks. Um exercício e tanto, que requer boa musculatura empática”.

“Quem disse que encantar era fácil? Em compensação, depois que o encantamento está feito, voilá: perfeito. E vem o próximo evento: como manter as pessoas encantadas?”, continua.

Por menor que seja o negócio, para que uma tratativa atinja bons resultados, o modo como nos portamos em relação ao cliente precisa ser mais do que satisfatório. Encantar um cliente é a melhor forma de atingir o sucesso.

E a excelência está na atenção aos detalhes.

Um bom vendedor não deve simplesmente atingir as expectativas do comprador, mas sim esforçar-se para superá-las, favorecendo uma experiência de encantamento.

Encante e seja encantado.

Admiração e química são palavras-chave, pois o encantamento também é uma via de mão de dupla. Cada palavra, cada gentileza e cada gesto podem se transformar em encantamento e a reciprocidade de encantar também é proveitosa para os negócios.

Encantar é ficar na memória. E estar na memória é fundamental no momento de comprar e de recomendar. É a melhor forma para se destacar na multidão.

Para Marina, “a percepção sobre o que é, ou não, uma boa experiência, pode variar completamente de pessoa para pessoa. Você pode investir uma fortuna criando algo que alguns podem valorizar e outros podem não dar valor algum. Trabalhar a Gestão de Encantamento é estar atento, pesquisar, planejar e saber aplicar, acompanhando cada etapa de interação para calibrar feedbacks. Um exercício e tanto, que requer boa musculatura empática”, conclui.

Como encantar e fazer-se lembrado? Quais os detalhes que fazem alguém ser mais encantador que o outro? Existe fórmula para encantar?

Essas e outras perguntas, Marina Pechlivanis responde durante sua palestra no 4º Congresso MICE Brasil 2019.

De acordo com a convidada, a proposta da palestra “é discutir, na atualidade, como encantar no universo MICE. Em um mundo com tantas possibilidades tecnológicas e tanto conhecimento acumulado, como oferecer aos públicos de interesse algo que possa surpreender positivamente, gerar boas memórias, encantar?”

Marina Pechlivanis no Congresso MICE Brasil 2018 | Foto: Phillipe Acera

Com tema “Futuro, encantamento e gestão no segmento MICE”, o congresso será realizado nos dias 05 e 06 de junho, das 8h30 às 12h30, durante a 17ª EBS – Evento Business Show – Feira da Indústria dos Eventos Corporativos, Incentivos, Congressos, Feiras e Treinamentos & Desenvolvimento que acontece no Centro de Convenções Rebouças, na cidade de São Paulo.

“Com fundamentos bem estruturados e exemplos práticos dos painelistas convidados, a importância do painel é fazer um alerta: será que as pessoas/empresas estão dedicando tempo, dinheiro e energia para criar vínculos encantadores com seus públicos de interesse?”, indaga Marina, que continua, “saber encantar é uma forte vantagem competitiva, especialmente porque o encanto se constrói com o tempo e é complexo de se manter sempre um bom padrão de qualidade”.

Com inscrições por meio do site www.congressomicebrasil.com.br, as vendas do terceiro lote de ingressos variam de R$ 400 a R$700 e incluem a participação nos 2 dias do congresso, almoço de relacionamento no local do evento, visitação à 17ª Feira EBS e acesso liberado para às mais de 35 palestras apresentadas nas três Arenas Experience da Feira EBS.

O Congresso MICE Brasil é criado e organizado pelo Grupo EventoFacil, um grupo de comunicação que realiza eventos próprios dirigidos aos segmentos MICE e T&D (treinamento & desenvolvimento), possui um portfólio de produtos que incluem a Feira EBS, o Congresso, o Speed Meeting (rodada de negócios), a Revista EBS, Portal EBS. É também criador do primeiro clube de negócios exclusivo aos profissionais deste mercado – o EBS Buyers Club. O Grupo trabalha para gerar conteúdo, networking qualificado e negócios para toda a cadeira produtiva deste mercado, reunindo clientes finais, agências e fornecedores de produtos e serviços para eventos corporativos e incentivos.

Programação nos dias 05 e 06 de Junho

– Congresso MICE Brasil: das 8h30 as 12h30

– Almoço de relacionamento: das 12h30 as 13h30

– Exposição Feira EBS: das 13h30 as 19h00

– Speed Meeting EBS: das 14h00 as 16h30

– Arenas Experience: das 14h30 as 18h15

Veja também:

Relacionados

Comunicando melhor

Futuro, Encantamento e Gestão no Segmento MICE

Para 74% dos recrutadores, Millennials se frustram e se desmotivam facilmente no ambiente corporativo

A Távola Redonda MICE pensa no futuro MICE

Belo Horizonte entra como patrocinador da Feira EBS 2019

Especialista ensina como ser um profissional equilibrado durante a Feira EBS

Lei Rouanet e diversidade estão entre os temas do Congresso MICE Brasil

A Ordem da Távola Redonda MICE e o futuro do segmento