Página Principal Revista EBS

Protocolos de SP para eventos e turismo, mas sem data de reabertura

Foto: Assessoria
Plano de retomada apresentado pelo Governo do Estado de SP

Publicado em 27/05/2020

O Governador João Doria apresentou nesta quarta-feira (27) o Plano São Paulo para reabertura de setores da economia durante a quarentena de enfrentamento ao coronavírus. A partir de 1º de junho, índices de ocupação hospitalar e de evolução de casos em 17 regiões do Estado vão definir cinco níveis restritivos de retomada produtiva, segundo critérios médicos e epidemiológicos, para que o sistema de saúde continue em pleno funcionamento.

O plano foi elaborado por autoridades estaduais em sintonia com especialistas do Centro de Contingência do coronavírus e do Comitê Econômico Extraordinário que atuam voluntariamente em apoio ao Estado. Os eixos principais das cinco fases de reabertura também foram discutidos com prefeitos e representantes de diversas associações comerciais e empresariais.

Espaços públicos, teatros, cinemas e eventos que geram aglomerações – festas, shows, campeonatos etc – permanece fechados por tempo indeterminado.

Protocolos sanitários para setores e subsetores foram disponibilizados para que os estabelecimentos possa iniciar a readequação às normas exigidas para, quando possível, possam reabrir.

Os setores de Eventos e Turismo

Dentro de “Economia Criativa” podemos encontrar os protocolos para
– Drive-In
– Produção Audiovisual, Produção de Espetáculos (teatro, dança, música etc.), Circo
– Escolas e cursos de formação cultural
– Eventos com público
– Museus, centros culturais, bibliotecas e acervos
– Salas de cinema, Teatro, salas de espetáculos e auditórios

Já o documento “Turismo”, apresenta protocolos para:
– Locadoras de automóveis
– Operadoras, agências de viagens e receptivos
– Parques temáticos, aquáticos, atrações turísticas, centros de entretenimento familiar e parques itinerantes
– Transportadoras turísticas
– Turismo náutico
– Venues, organizadores de eventos, prestadores de serviços para eventos

Acesse os documentos na íntegra – clique

Os critérios e as fases da retomada da economia de São Paulo

• A retomada consciente dos setores da economia começa a funcionar em 1º de junho. O Estado está dividido em 17 Departamentos Regionais de Saúde, que estão categorizados segundo uma escala de cinco níveis de abertura econômica.

Foto: Divulgação

• Cada região poderá reabrir determinados setores de acordo com a fase em que se encontra. As regras são: média da taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivas para pacientes com coronavírus, número de novas internações no mesmo período e o número de óbitos.

• A requalificação de fase para mais restritiva será feita semanalmente, caso a região tenha piora nos índices. Para que haja uma promoção a uma fase com menos restrições e mais aberturas, serão necessárias duas semanas.

• O Plano São Paulo dá autonomia para que prefeitos diminuam ou aumentem as restrições de acordo com os limites estabelecidos pelo Estado, desde que apresentem os pré-requisitos embasados em definições técnicas e científicas.

Acompanhe mais detalhes aqui

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Relacionados

Em Barcelona, show teste para 5.000: não há sinal de contágio de Covid-19

Nova Zelândia livre: 50.000 fãs assistem a show

“ABCasa Live On” terá um mês de lives com os melhores fornecedores do Brasil

Acreditando no reaquecimento do mercado, Hilton assume Almenat em São Paulo

Santos é candidata a sediar importante congresso da área da saúde

Lições do CES 2021 para gerar receita com eventos virtuais

SP poderá ter eventos com 25% da capacidade na fase de transição

Alívio na pandemia: plano de recuperação para os setores de eventos e de turismo é aprovado no senado