Página Principal Revista EBS

3 tendências tecnológicas para eventos em 2018

tecnologias para eventos
Jonas Leupe/Unsplash
Conheça as promessas que devem ser aplicadas em eventos ainda este ano

As novas tecnologias prometem gerar interações capazes de tornar os eventos mais significativos e cheios de experiências. Já abordamos aqui temas como inteligência artificial, realidade virtual, entre outros, que estão  entre os tópicos mais abordados atualmente. Porém, algumas novidades estão ainda no processo de desenvolvimento de implementação, especialmente em grandes feiras e eventos corporativos. Listamos três dessas inovações, tendências tecnológicas para eventos que prometem alavancar ainda mais a capacidade desses encontros corporativos.

Reconhecimento facial para matchmaking

O reconhecimento facial já está presente em smartphones, mas deve ser uma das apostas para o mercado de eventos. O uso de algoritmos responsáveis por analisar características faciais, linguagem corporal e interpretações, pode auxiliar o check-in dos participantes – ideia  que não deve demorar a sair do papel.

A Eventinterface, empresa de plataforma de conferência em Scottsdale, no Arizona, se associou ao Zenus, premiado fornecedor líder de soluções biométricas e software de reconhecimento de rosto, com sede em Houston, para oferecer o primeiro check-in de evento com reconhecimento facial do mundo.

Identificação por rádio frequência

A identificação por rádio frequência é muito utilizada em grandes eventos, como festivais de música – que aplicam a tecnologia em pulseiras. Com um microchip, o acessório é capaz de captar e reproduzir dados, possibilitando não apenas o acesso ao evento, como a realização de compras e interação com outros participantes. Mas a tecnologia de RF também aparece em outros meios, como quiosques de check-in, e deve ganhar mais aplicações, especialmente em encontros corporativos.

Wearable capaz de capturar momentos

Os dispositivos wearables também estão entre as principais tendências tecnológicas para eventos. Essas são ótimas ferramentas para coletar e enviar informações personalizadas em tempo  real. Através de óculos, relógios, mochilas, e até mesmo camisas e sapatos, a tecnologia chega ao setor de eventos para adicionar, capaz de medir o engajamento do público  em um evento, capturar momentos que os participantes reagiram (quando ocorre um aumento na frequência cardíaca), entre outras possibilidades.

Relacionados

Anunciadas as datas para retomada de eventos em SP

Setor de eventos deve ter novidades em 07 de julho

Capital Paulista avança de fase, mas feiras e eventos não têm previsão de retorno

Indústria 4.0 e a recuperação econômica do setor de eventos

Primeiro bootcamp de marketing programático do Brasil

Agência mapeará as tendências do setor de Live Marketing

Novas facetas dos destinos no mundo pós-pandemia

Fornecedores do setor de eventos preparados para a retomada das atividades