Página Principal Revista EBS

Você conhece o perfil comportamental dos colaboradores da sua empresa?

Foto: Divulgação/Assessoria
A importância da perfil adequado na gestão de pessoas

Publicado em 02/09/2020

A gestão estratégica de pessoas é indispensável para as empresas, afinal o bem mais valioso, “o colaborador”, deve ser observado com critérios e entendimento. E ter o colaborador com o melhor conhecimento técnico não é suficiente hoje em dia se ele não se encaixa na função em que está, tanto no cargo quanto no departamento correto, isso porque pessoas se encaixam melhor em cargos e departamentos que condizem com seu perfil comportamental.

Então imagine que uma pessoa pode ser excelente em análise, mas não saber liderar um grupo de pessoas. Pode ser ótima em seguir procedimentos, mas ter dificuldade em lidar com pessoas. E cargos diferentes exigem competências diferentes. Liderar um grupo de pessoas, por exemplo. exige habilidades como: comunicação, inteligência emocional, network, sociabilidade, entre outros.

Leia também: A estratégia de Employer Branding na atração e retenção de talentos

Entender o perfil comportamental dos colaboradores é uma das habilidades que está ganhando espaço em muitas empresas. Afinal, esta ferramenta proporciona um melhor rendimento e clima organizacional. Isso porque está começando a ficar claro que as pessoas são contratadas por suas habilidades técnicas, mas são demitidas por mal comportamento, baixa performance e problemas de relacionamento, ou seja, suas habilidades emocionais.

Imagine um colaborador com alto desempenho como analista de análise de dados, que possui todas as características necessárias para o cargo, como: concentração, pontualidade na entrega de relatórios, análise minuciosa dos dados apresentados, enfim, é perfeito para esse cargo. Este analista foi promovido para líder do setor de Análise de Dados.

Ao assumir este novo cargo, percebeu-se dificuldades no desempenho desta nova função, pois este colaborador sempre trabalhou de forma individual, sem muito contato com outras pessoas, imerso nas questões de análise dos dados. E como líder, outras competências são exigidas como: falar com pessoas, intermediar conflitos, buscar formas de motivação e fazer reuniões.

A empresa poderá avaliar que este colaborador está com problemas pessoais, ou está acomodado porque já é um líder, e não rende mais como antes. Isto poderá acarretar na demissão desse colaborador que era excelente na função anterior.

Muitas empresas que já adotam a questão do perfil comportamental não dispensariam este colaborador sem entender o que de fato levou à perda de produtividade, pois possuem as ferramentas corretas para identificar que pode se tratar de um excelente profissional no cargo errado, cargo esse que não aproveita as melhores qualidades dele.

Esse é só mais um caso que vemos diariamente em inúmeras empresas. Além de perder um talento, os custos financeiros com treinamentos, contratações e demissões, também devem ser avaliados, pois geram ônus para as empresas. E tudo isso pode ser evitado com o conhecimento de perfil comportamental.

Existem 4 perfis comportamentais: dominante, influente, estável e conforme.

  • Dominante: são ótimos para trabalhar com comissão, porque é um desafio. Sua motivação é justamente os desafios constantes, por isso, deixe claro para seu colaborador com esse perfil que ele tem metas. É importante que tome algumas decisões pequenas sozinho, pois gosta de autonomia, são solucionadores de problemas natos.
  • Influente: por se tratar de pessoas extrovertidas, comunicativas, e descontraídas, são perfeitas para trabalhar em equipe; confia nos que convive e age com emoção. Através de seus exemplos e sua influência, atrai sua equipe, sendo admirado por todos. O otimismo faz parte de sua rotina, chega sorrindo nos lugares e se deixam influenciar por fatores externos, sendo algumas vezes até impulsivos. Gostam de dar a última palavra, mas não impõe, elas convencem os outros. Importante ressaltar a necessidade do reconhecimento público de forma constante para se manter motivado.
  • Estável: é muito bom em planejamentos. Aprecia ter tempo para fazer suas coisas com tranquilidade, é voltada para pessoas e gosta de escutar a opinião de todos para entrar em um consenso. Por isso, transforma o grupo em uma equipe de verdade. Sua motivação é segurança, por isso sempre dê mais tempo para que ele se acostume com as mudanças. E são muito leais, estarão do seu lado em qualquer momento.
  • Conforme: são pessoas atentas e detalhistas, procuram saber o porquê das coisas, são voltadas para tarefas, resultados, seguem regras e normas com facilidade. Não gostam de exposição, por exemplo apresentações em público, gostam de ter a individualidade respeitada. No trabalho são lógicos, aprofundam-se em fatos e dados. Por isso, percebem erros e detalhes que os outros não percebem. Frequentemente estabelecem altos padrões de qualidade e são exigentes consigo e com os outros. 

Em resumo, ter todos os perfis dentro da sua empresa é ótimo, pois um complementa o outro com suas qualidades e habilidades.

A análise do cargo e de quais competências esse cargo exige, cruzado com as competências dos colaboradores, é a chave para se ter todas as pessoas nos lugares certos, motivadas e dando o seu melhor.

Foto: Assessoria / Divulgação

Suzane Higa, graduada em administração e contabilidade, com formação em Coaching Integral Sistêmico pela Febracis. Ministrante oficial dos cursos O Poder da Ação e Poder e Alta Performance, ambos baseados nos livros do Best Seller Paulo Vieira. Analista de perfil Comportamental pela Febracis, atualmente ocupa o cargo de Assistente de Qualidade na King Contabilidade

Relacionados

A estratégia de Employer Branding na atração e retenção de talentos

Validade dos profissionais no mercado de trabalho

Como se reinventar profissionalmente na pandemia? Personal Branding é um dos caminhos

mp 927

O que muda nas regras trabalhistas com o fim da MP 927

Mudança de Hábitos

Como liderar em um cenário de volatilidade?

A importância do marketing pessoal em tempos de crise

Um líder compreende, motiva e colabora com a equipe