Página Principal Revista EBS

Requinte & Sofisticação

Palácio Tangará
Palácio Tangará - Foto: Lu Prezia / Palácio Tangará
Mercado de eventos de luxo cresce apesar da crise investindo cada vez mais na personalização e experiência dos clientes

Quando falamos em luxo pensamos em elegância, grifes famosas e também em eventos que promovam experiências exclusivas. É certo que o Brasil vive um momento econômico desfavorável, entretanto o mercado de luxo não parece sofrer com os reveses da falta de dinheiro. Um estudo recente da MCF consultoria aponta que ano passado esse mercado representou uma cifra de R$32 bilhões no país e um crescimento de 9%.

“É importante ressaltar que houve um aumento significativo, mas como a área crescia 18% e até 22%, é um número que representa uma pequena desaceleração”, afirma Ferreirinha, CEO da MCF Consultoria e um dos principais formadores de opinião e especialista sobre gestão de luxo e premium da América Latina.

Claudio Diniz, CEO da Maison du Luxe no Brasil, coordenador de Luxo da Câmara Francesa, autor do livro ‘Mercado de Luxo no Brasil: tendências e oportunidades’, foi um dos palestrantes da 15º edição da Feira EBS, quando teve a oportunidade de falar aos convidados sobre a realização dos eventos de luxo mais exclusivos. Claudio, acredita que o setor irá continuar em expansão justamente porque seu público-alvo não perdeu poder aquisitivo, mas segundo ele, há uma mudança de comportamento. Hoje, é evitada a ostentação e até o número de convidados de uma festa de casamento é menor, seguindo uma tendência mundial de consumo consciente.

“Sempre haverá espaço para eventos de luxo, afinal, as pessoas não deixarão de casar ou celebrar aniversários, e as empresas a celebrações das datas comemorativas. Atualmente, a preocupação está nos pequenos detalhes, na personalização e na experiência de cada convidado, e um número menor de participantes permite isso. Você pode dar um mimo de presente como um cristal Baccarat, por exemplo, é a simplicidade com elegância”, afirma Claudio.

Cases de sucesso e a aposta na personalização

Cada pessoa tem a sua individualidade, e nos eventos não poderia ser diferente, cada um com a sua personalidade. Para Claudio Diniz, luxo é fazer o olho do seu cliente brilhar apostando na história dele para compor o evento mesmo que seja para uma quantidade menor de pessoas. “Na França a lista de convidados de um casamento não pode ultrapassar 300 pessoas, e isso não tem nada a ver com o dinheiro, mas elegância, o luxo cada vez mais é a personalização”.

Claudio citou dois eventos de luxo realizados, e que são exemplos de elegância com simplicidade. Um deles foi a visita da então Rainha da Holanda Beatrix, na ocasião do ano da Holanda no Brasil. O conceito era ‘menos é mais’, já que os holandeses odeiam ostentação. A festa foi realizada ao ar livre, no parque Burle Marx, ponto nobre de São Paulo, conhecido pelo projeto paisagístico refinado. O outro evento, foi a festa de aniversário de 40 anos do presidente de um famoso banco, a comemoração era bem exclusiva, somente para 50 convidados. O local escolhido foi bastante inusitado, o mosteiro de São Bento, no coração da capital paulista. O evento contou com uma visita guiada pelo mosteiro e os monges participaram do jantar apresentando cantos gregorianos, todos os presentes ficaram encantados.

Outro nome referente no mercado de eventos de luxo é Cris Diniz, empresário com experiência de 20 anos no mercado, hoje é proprietário de uma agência de live marketing que leva o seu nome. Ele atende marcas como Gucci, Vista Alegre, Hope, Feira LATAM, Ca’Del Bosco e o Taittanger, entre outras. “O cliente espera um case de sucesso, que a gente consiga fazer parcerias, trazer pessoas bacanas e que tenham relevância para a marca. ”, compartilha o empresário.

Cris, realizou no final de 2016 dois eventos para a marca de champagne francesa, Taittanger, que se destacaram pelo bom gosto. Em São Paulo, o local escolhido foi a casa Jereissat, da família tradicional dos proprietários do Shopping Iguatemi. Na lista haviam 250 convidados, entre personalidades e proprietários de restaurantes como o Sergio Kalil, do Spot. “Eu pensei em um lugar chique, diferenciado e que nenhuma empresa tivesse usado antes”, confidencia Cris.

Destaque para o evento da champagne francesa Taittanger

Destaque para o evento da champagne francesa Taittanger – Divulgação: Assessoria / Foto: Rosane Bekierman

O mesmo conceito foi pensado no Rio de Janeiro, dessa vez no tradicional Hotel Fasano, um dos endereços mais requintados da cidade maravilhosa. A lista foi um pouco mais longa com 280 pessoas, entre eles o apresentador e narrador esportivo, Galvão Bueno.

Ainda mais exclusivo, foi o evento da marca de espumantes italiana Ca’Del Bosco, realizado pela Cris Diniz Eventos. A festa aconteceu no apartamento da prestigiada arquiteta, Raquel Silveira, em São Paulo, para um grupo seleto de 50 convidados. O cardápio ficou por conta da banqueteira, Maria Alice Solimene, que cria menus para Casa e Baile da Vogue. Ela projetou uma mesa colorida e despojada com pratos que combinavam perfeitamente com as espumantes.

Nome de prestígio

O empresário José Victor Oliva fez história no mercado de luxo paulistano, era conhecido como rei da noite na década de 80 e 90, pois comandou casas de alto padrão como o The Gallery e Banana Café. Atualmente, é CEO da Holding Clube, um dos principais grupos de eventos do país. E apesar de ter diversificado os negócios nos últimos tempos, voltou a apostar no luxo com toda força; agora em sociedade com outro expert da área, Carlos Pazzetto, da Pazetto Events Consulting, conhecida por promover festas para empresas do mercado de alto luxo, como Chanel e Louis Vuitton.

“Apesar da crise, nós acreditamos nesse mercado. O público dos produtos premium pode até ter reduzido gastos, mas não abandonou seus hábitos e continua consumindo. A associação com a Pazetto Events nos traz novas oportunidades nesse segmento. Pois queremos nos aproximar das marcas e empresas do varejo, que buscam oportunidades de conexões com os consumidores mais exigentes e de gosto seletivo. ”, afirma Oliva.

O executivo da Holding Clube acredita que o mercado de eventos de luxo tem fôlego de sobra para continuar crescendo. “Pesquisas setoriais e de consultorias de mercado apontam nesse sentido. Claro que não é o crescimento acelerado que vimos até 2014, mas o setor premium continua em expansão. Temos assistido a “premiunização” de diversas marcas e essa é uma tendência para os próximos anos.”

Rede hoteleira – Luxo na capital paulista

A cidade de São Paulo foi escolhida para abrigar o primeiro hotel seis estrelas do país, o ‘Palácio Tangará’. O hotel recém-inaugurado faz parte da rede alemã, Oetker Collection. Construído em uma região nobre, ao lado do famoso Parque Burle Marx, cujos jardins foram projetados pelo mundialmente reconhecido paisagista, Roberto Burle Marx, o empreendimento conta com 141 apartamentos espaçosos, dos quais 59 suítes, todos com vista para o parque. Além disso, há um restaurante gourmet nas dependências e também sala privativa, adega de vinhos, bar e lounge no lobby. As panelas são comandadas pelo renomado chef de cozinha, Jean-Georges Vongerichten. O profissional tem uma carreira consolidada, passou por mais de 30 restaurantes pelo mundo em cidades como Nova York, Paris, Shanghai e Tóquio.

Palácio Tangará

Palácio Tangará – Foto: James Merrell / Palácio Tangará

Diretor geral do Palácio Tangará, Celso David do Valle, diz que o hotel atende desde reuniões de alta diretoria até eventos maiores para até 600 pessoas em formato coquetel. “A natureza circunda toda a propriedade e também sua área de eventos, composta por nove salões, com amplos espaços, portas em arco, pé direito elevado e terraços, todos banhados por luz natural. O planejamento é meticuloso, feito com a antecipação necessária de acordo com a necessidade de cada cliente”.

Turismo de alto padrão

Segundo levantamento divulgado recentemente pela ITB Berlim e IPK International, o turismo de luxo obteve entre 2011 e 2015 um crescimento de 48%. A Organização Mundial de Turismo (OMT) e a International Luxury Travel Market (ILTM) informaram que o segmento representa 3% do total de turistas no mundo.

Por aqui existe uma feira que reúne consultores de viagens top premium do Brasil e da América Latina com os representantes e fornecedores das melhores experiências de viagens do mundo. A ILTM Latin America, conhecida anteriormente como Travelweek São Paulo By ILTM.

Segundo o gerente geral da ILTM, Simon Mayle, a indústria das viagens de luxo está suscetível às flutuações econômicas. “Naturalmente, o topo não é afetado pela crise econômica, mas todos os níveis mudam seu comportamento. Os brasileiros, por exemplo, estão descobrindo a América do Sul e seus destinos. A indústria de viagens é excelente, pois o crescimento é certo, novos destinos emergem continuamente”.

Perfil profissional

O público dos eventos de luxo é diferenciado e muito exigente, sempre buscando a excelência em atendimento e infraestrutura. É um mercado que necessita de mão de obra especializada e muito bem qualificada.

Docente da Roberto Miranda Educação Corporativa, a historiadora e cenógrafa internacional, Chris Ayrosa, relata que além de toda a formação exigida para ser um bom profissional de eventos de luxo, o profissional precisa ter muita vontade de criar e fazer coisas incríveis, criatividade, organização e amor por aquilo que se faz, fatores indispensáveis para aqueles trabalham na área.

Segundo Ferreirinha, da MCF Consultoria, o profissional que almeja trabalhar com luxo deve ter um grau de exigência mais elevado. “A pessoa precisa ter uma preocupação com a excelência e os detalhes, isso em qualquer nível hierárquico, desde a copeira até o produtor de eventos”, diz.

Depoimentos

Relacionados
networking entre profissionais

Networking entre profissionais do mercado MICE é essencial para novos negócios

Daniel Strickland Burning Man

Representante brasileiro do Burning Man se apresenta no 3° Congresso MICE Brasil

Ilha de Mahé em Seychelles

llhas Seychelles: Um lugar perfeito e surpreendente para o MICE

empatia para uma experiência positiva em eventos

A empatia como chave para uma experiência positiva em eventos

principais desafios em eventos

4 desafios em eventos para melhorar a experiência dos participantes

experiência de marca

Como criar uma melhor experiência de marca?

revista, revista ebs, gifting, compliance

Nova edição da Revista EBS aborda tendências para o segmento MICE

tecnologia na experiência em eventos

Tecnologia aumenta a experiência em eventos