Página Principal Revista EBS

Eventos sobre as águas

Divulgação: Velle Representações
Cruzeiros fluviais são ideais para o segmento corporativo e de incentivo

Os cruzeiros vêm ganhando cada vez mais visibilidade no mercado de eventos corporativos.  Dentro desta categoria, a opção de cruzeiros fluviais tem crescido nos últimos anos, especialmente pelos serviços oferecidos para a realização de diferentes evento e encontros, como reuniões e atrações de entretenimento para equipes.

O aumento na procura está ligado diretamente ao número de turistas que optam por conhecer lugares remotos a cada ano, ainda que a modalidade seja pouco explorada no Brasil. “Embora o país tenha uma enorme variedade de rios navegáveis, diversidade de fauna e flora e lindas paisagens, os cruzeiros fluviais são pouco difundidos e ainda não ganham o merecido destaque”, afirma João Araújo, diretor comercial da João Araújo Promoção e Venda, empresa que representa comercialmente a Australis, companhia de cruzeiros de expedição com 25 anos de experiência na navegação pelos canais ao extremo sul da Patagônia chilena e argentina.

A modalidade fluvial uma experiência por si só. Apesar de não dispor de grandes espaços para eventos, o grande diferencial para grupos de incentivo ou corporativos com alguma agenda de trabalho é o charter do navio. O financiamento é totalmente viável, em uma opção onde esteja tudo incluso e as empresas podem customizar qualquer espaço do barco ou o roteiro e atividades externas.

Esse tipo de cruzeiro oferece oportunidades culturais e gastronômicas que fazem a diferença na experiência dos usuários. “Nas rotas da França, por exemplo, programações especiais levam os hóspedes a visitar vinícolas e a degustação de vinhos, seja em Borgonha ou em Provença. E tudo já previamente agendado pelas companhias, para que a vivência da viagem seja completa”, explica Ricardo Augusto Alves, diretor executivo da Velle, bureau especializado em Marketing e Vendas com serviços personalizados dedicados a empresas de grande expansão no turismo e interesse em posicionar suas marcas no mercado brasileiro.

“Nesse tema de vinhos, por exemplo, a AmaWaterways está ampliando a cada ano seus Wine Cruises, os cruzeiros de vinhos que, nas várias rotas, não apenas visitam vinícolas como levam a bordo especialistas para palestras e orientação geral sobre vinhos e região visitada, além de degustações especiais”, conta Alves.

Australis pelos canais da Patagônia

Divulgação: Australis / Australis pelos canais da Patagônia

Marítimo X Fluvial

A diferençam entre os cruzeiros marítimos e fluviais vai além das águas onde navegam – em alto mar ou rios, respectivamente. De início, podemos citar a capacidade de passageiros. Enquanto o cruzeiro marítimo suporta cerca de 4 mil pessoas, o fluvial é mais intimista, com capacidade de aproximadamente 150 pessoas.

Assim, o espaço físico também é uma diferença. Como os rios apresentam curvas e outros possíveis obstáculos naturais, as embarcações apresentam um porte menor. As dimensões seguem um padrão, com aproximadamente 110 metros comprimento e quatro decks, contra 300 metros de comprimento e 18 decks dos cruzeiros marítimos.

Essa desigualdade de proporções das embarcações é necessária também para acomodar as atrações oferecidas, como cassinos e piscinas (no caso de navios para o alto mar), ou espetáculos mais intimistas (em navios menores). Para compensar a falta de atividades a bordo, os cruzeiros fluviais prezam pelo destino, especialmente com excursões. Normalmente são realizadas atividades como caminhadas e visitas a pontos turísticos, opções ideais para entreter os colaboradores.

Experiência Australis

Experiência Australis

Cruzeiros fluviais no Brasil

O mercado de cruzeiros fluviais está se desenvolvendo como um todo, especialmente no Brasil, embora seja ainda pouco explorado. O país apresenta grande potencial por sua ampla bacia hidrográfica, além de paisagens e a diversidade cultural, ingredientes importantes para a modalidade.

“O Iberostar Grand Amazon é uma das poucas opções no Brasil e o primeiro e único navio-hotel na Amazônia brasileira. Além de oferecer um hotel 5 estrelas flutuante, a bordo do Iberostar Grand Amazon os hóspedes têm a oportunidade de se aventurar por uma floresta que ainda possui pontos intocados pelo homem, agregando segurança, conforto e luxo a essa experiência”, explica Jamila Garavito, Coordenadora de Grupos & Eventos da Iberostar, que realiza roteiros all inclusive pelos rios Negro e Solimões.

Por ser muito recente, o mercado segue em sua evolução e trabalhando na divulgação do conceito, com o objetivo de aumentar sua visibilidade entre o público – especialmente por seu potencial no país.

De acordo com Ricardo Alves, da Velle, o mercado brasileiro é o mais importante dos cruzeiros fluviais na América Latina, apresentando crescimento expressivo. “Com todo o apoio das companhias que representamos e comercializamos, nos últimos 3 anos crescemos em média a ordem de 50% ao ano. Estamos muito gratos pela ótima aceitação do produto pelos turistas brasileiros que gostam de se relacionar com outros viajantes e trocar experiencias além de conhecer mais a cada viagem”, diz.

Oportunidade para o segmento MICE

O cruzeiro fluvial é uma ótima opção para o segmento MICE, pois trata-se de um produto exclusivo, além de facilidade para fretá-lo. O Iberostar Grand Amazon oferece essas e outras comodidades para eventos corporativos e de incentivo. “Além disso, há a possibilidade de realizarem reuniões privadas em nosso salão Lua, que comporta até 148 pessoas. É possível também oferecer aos grupos lanchas privativas, aproximando estes colaboradores durante as excursões oferecidas dentro de nosso sistema all-inclusive. Oferecemos também reserva em nosso restaurante Kuarup, além de atrações e entretenimento diário”, conta Jamila.

O Kuarup, principal restaurante do navio, funciona em forma de buffet e a la carte. Além dos pratos internacionais, como a “Lagosta à Thermidor”, que é servida no jantar do comandante, são servidos também pratos regionais elaborados a base de peixes e vegetais da Amazônia, tais como tambaqui, pacu, pirarucu e tucunaré, assados, fritos ou cozidos, o tacacá, o caldo de piranha e outros.

Presente na Europa e América do Norte, o Australis oferece, além do impecável serviço de A&B, uma infraestrutura perfeita para a realização de eventos a bordo.” Todo o navio é personalizado com a marca da empresa para receber o evento, desde banners, panfletos e equipe treinada para fazer do evento um sucesso. Este segmento é muito explorado pelo mercado Europeu e Americano com a Australis. No Brasil, estamos também desenvolvendo, junto com as agências de viagens de incentivo, capacitações especificas para inserir a Australis no portfólio dos mesmos em licitações solicitada pelas empresas”, diz João Araújo.

O diferencial da modalidade para grupos corporativos e de incentivo é o charter do navio (seu fretamento). Financeiramente, a opção se torna viável por incluir serviços e a possibilidade de customização da embarcação e, como o preço de cruzeiro é inclusivo, não há custos adicionais. Os hóspedes têm ainda a possibilidade de visitar várias cidades durante a viagem, além da oportunidade de provar a culinária da região.

“Eu vejo que, sempre que uma empresa premia ou leva seus pares para um evento fora do habitual, eles querem que os participantes tenho a experiencia de integração maior entre seus pares. E isso um fluvial pode oferecer, sem dúvida alguma”, conta Ricardo Alves.

Experiências pelo mundo

Em outros países, os cruzeiros fluviais são modalidades bem disseminadas, principalmente por oferecer a possibilidade de criar roteiros que não seriam possíveis na terra. Na Europa, por exemplo, é possível fazer a rota do rio Danúbio, que durante séculos foi o responsável por integrar o continente. Já em Dürnstein, no chamado Vale do Wachau, na Áustria, é possível visitar alguns lugarejos pitorescos que não possuem rotas terrestres.

O maior mercado é o Americano, dominante em todos os roteiros, seguido pelo Europeu, que é focado em destinos da Ásia e África. Nessa história, o Brasil ainda é tímido entre as opções de rotas, apesar de sua importância fluvial.

De acordo com Ricardo Alves, alguns destinos são mais procurados por brasileiros na Europa e Ásia. Entre eles, estão os rios Reno, com percurso pela região norte de Amsterdã e Basiléia, e o Danúbio, com sua magnitude entre Alemanha, Áustria, Hungria e Romênia, até chegar ao Mar Negro. “Na Ásia, o Rio Mekong, onde navegamos no Camboja e Vietnã, é uma experiencia extraordinária que nos convida a conhecer a cultura local totalmente vinculada a ecologia muito dependente do Rio”, conta.

Programações especiais como visitas a vinícolas e degustação de vinhos

Divulgação: Velle Representações / Programações especiais como visitas a vinícolas e degustação de vinhos

Na América do Sul, a procura também é alta. “Os roteiros mais procurados são os de quatro noites nos Fiordes da Terra do Fogo, que partem de Punta Arenas, no Chile, com destino a Ushuaia, na Argentina. E o roteiro Exploradores da Patagônia, que parte de Ushuaia, com destino a Punta Arenas, também de quatro noites”, diz João Araújo.

Futuro dos cruzeiros pluviais

O cruzeiro fluvial e de expedição é uma promessa para o futuro, especialmente pelo crescimento do mercado de ecoturismo. Isso porque, cada vez mais, pessoas estão valorizando as viagens que misturam conhecimento, experiência e emoção.

As companhias de viagem já estão se preparando para o futuro através de atualizações e implementação de novidades para diferenciar seus produtos a cada ano. As saídas não são apenas temáticas e veiculadas em determinadas estações do ano, mas incluem destinos específicos para o público, como gastronomia e programas de bem-estar.

Para o mercado MICE, a modalidade segue como tendência para encontros e comemorações corporativas, assim como viagens de incentivo para colaboradores.

 

 

Relacionados

Test drive de elétricos e híbridos deverá atrair 20 mil pessoas no Salão do Automóvel 2018

turismo-experiencia

Turismo de experiência

A gestão na 4ª Revolução Industrial

Cases inspiraram o público no último dia do 3º Congresso MICE Brasil

Segundo dia Arenas Experience na Feira EBS

Causa, diversidade, sustentabilidade e segurança abordados na Feira EBS 2018

escape games escape time

Jogos de gente grande

empatia para uma experiência positiva em eventos

A empatia como chave para uma experiência positiva em eventos

marketing de experiência para eventos

O marketing de experiência para eventos e sua importância