Página Principal Revista EBS

GL events Brasil apresenta projeto do Distrito Anhembi, com investimentos de mais de R$ 1 bilhão

Milena Palumbo, CEO da GL events Brasil, apresenta o projeto do Distrito Anhembi - Foto: Divulgação
Expectativa é de que um dos mais antigos e tradicionais espaços de feiras e eventos da capital movimente R$ 5 bilhões a partir de 2024, impulsionando a economia e o turismo na cidade

Publicado em 08/06/2021

A GL events Brasil, responsável pela concessão do Anhembi nos próximos 30 anos, apresentou nesta terça-feira, 8 de junho, o projeto Distrito Anhembi ao prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes.

Sob a nova gestão, o complexo voltará a ser um importante propulsor para a economia de São Paulo, movimentando cerca de R$ 5 bilhões por ano na cidade a partir de 2024. Para isso, serão investidos mais de R$ 1 bilhão na ampliação e modernização do espaço, que passará a contar com uma arena multiuso e um moderno centro de convenções, entre outros equipamentos.

A multinacional francesa, um dos principais players do mercado de eventos no mundo, que venceu a licitação do equipamento no valor de R$ 53.740.236, será responsável pela gestão, manutenção e exploração comercial. A homologação para a gestão do espaço faz parte da ação conduzida pela Secretaria do Governo Municipal com a SP Parcerias, responsável por estruturar e desenvolver projetos de concessão, privatização e parcerias público-privadas para viabilizar a consecução do Plano Municipal de Desestatização (PMD) e do Programa Municipal de Parcerias Público-Privadas.

“Os investimentos oriundos da Concessão permitirão que São Paulo conquiste uma posição de maior destaque nas conferências internacionais e grandes eventos, gerando emprego, renda e, consequentemente, promovendo o crescimento do turismo na cidade”, afirma Ricardo Nunes.

Com um plano de investimentos superior a R$ 1 bilhão nos próximos cinco anos, a GL events vai transformar o local em um complexo de entretenimento para congressos, conferência, convenções, eventos culturais e esportivos, festivais e feiras, além de fomentar o desenvolvimento da Zona Norte da capital paulista, com 2,2 milhões de habitantes. A meta da empresa é reinserir o Anhembi no circuito nacional e internacional de eventos.

Estudos de mercado mostram que é possível gerar R$ 500 milhões de negócios anuais nos espaços de eventos, a partir do histórico do Anhembi e do potencial do mercado paulistano. Esse valor representa apenas 10% do que ficará na cidade por meio de impostos e gastos de turistas e participantes de eventos com transporte, alimentação, comércio e hospedagem.

Da esquerda para a direita: Rubens Rizek, Secretário Municipal de Governo; Ricardo Nunes, Prefeito da Cidade de São Paulo; Milena Palumbo, CEO da GL events Brasil; e Luiz Álvaro, Presidente da SPTuris – Foto: Divulgação

“O Complexo Anhembi é um dos grandes marcos de São Paulo e que em seus 50 anos de história foi palco para grandes eventos que o tornou conhecido mundialmente. Nossa missão será devolver o protagonismo deste ícone com a união do que podemos oferecer de melhor em eventos, seja de negócios ou de entretenimento, além de aproveitar todo o potencial construtivo do local, desenvolvendo a região de forma planejada, atendendo a demandas, carências e desejos da população local”, afirma Milena Palumbo, CEO da GL events no Brasil.

Arena multiuso e complexo audiovisual – A GL events desenvolveu estudo de vocação mercadológica e seu projeto acompanhará o crescimento sustentável da cidade. Além das melhorias previstas no edital, a companhia vai investir para que o espaço atraia novos negócios e serviços que complementem a experiência do visitante e o apoie o desenvolvimento da Zona Norte.

A concessionária vai requalificar, modernizar e ampliar os espaços para eventos já existentes, como o Centro de Convenções, Conferências e Congressos, que será ampliado e qualificado para suprir uma importante carência da cidade. Estudo da KPMG, encomendado pela GL events, mostra que São Paulo deixa de movimentar cerca de R$ 4 bilhões por ano por não contar com um centro de convenções capaz de comportar os grandes congressos mundiais — científicos, políticos ou culturais — que atraem público entre 5.000 e 10.000 pessoas. O novo equipamento terá capacidade para até 15 mil pessoas.

Ao lado do Sambódromo – que durante o Carnaval será gerido pela SPTuris -, será construída uma Arena Multiuso para shows, eventos esportivos, sociais e corporativos. Em uma área com 50 mil m², a arena comportará até 20 mil pessoas.

O masterplan contempla ainda hotel, edifícios com vocações corporativas e de uso misto, coworking e inovação, hospital, centros comerciais e de logística. O Anhembi, que ocupa uma área de 382,5 mil m² em uma localização estratégica de São Paulo (encontro dos eixos Norte/Sul – Leste/Oeste), ganhará também um complexo audiovisual que vai impactar diretamente a indústria criativa, oferecendo estúdios para filmes, streaming, publicidade e games, por exemplo, e para receber o público ávido por inovação, tornando o projeto ainda mais completo.

As obras deverão iniciar a partir do segundo trimestre de 2022, para que seja possível cumprir etapas de autorizações até lá – projetos básicos e executivos, licenciamentos, alvarás de obras, etc. Pela experiência do Grupo, a previsão é de que, a partir do segundo trimestre de 2024, o Centro de Convenções e o Pavilhão de Exposição sejam reinaugurados, assim como a Arena Multiuso.

Atração de investidores – Antes mesmo da assinatura do contrato, a Prefeitura dedicou uma equipe técnica para trabalhar em conjunto com a GL events, a fim de garantir que cada etapa do projeto e suas aprovações sejam executadas conforme o planejado e com agilidade. Afinal, esse é um empreendimento prioritário para o Município tanto no curto prazo, para a retomada da economia, quanto no longo prazo.

Após a validação do masterplan pela Prefeitura, a multinacional iniciou imediatamente rodadas de apresentação do projeto a investidores, a fim de ancorar os parceiros especializados em cada um dos segmentos.

“Nosso core business é evento e continuará sendo. Por isso, buscamos parceiros estratégicos para aproveitar todo o potencial construtivo do local e, com isso, desenvolver a região de forma planejada, atendendo a demandas, carências e desejos da população local”, complementa Milena Palumbo.

Fonte: Assessoria

Relacionados

EXPO RETOMADA reafirma protocolos para retorno seguro dos eventos de negócios

Expositores presentes na Expo Retomada em Santos

Rebouças recebe os 100 mais influentes dos setores de energia e saúde da década

EXPO RETOMADA será o evento-teste na modalidade eventos de Negócios para SP

Centro de Convenções Rebouças em constante movimento

ABAV retoma formato itinerante e confirma edição 2021, em Fortaleza

FOHB anuncia nova diretoria

MWC 2021 será presencial para 50 mil pessoas