Página Principal Revista EBS

Política Nacional de Qualificação no Turismo é lançada no Brasil

Política Nacional de Qualificação no Turismo é implantada no Brasil
Freepik
Implementação deve melhorar qualidade dos serviços do setor e possibilitar requalificação dos trabalhadores

Em parceria com a Universidade de Brasília, empresários e profissionais do setor de turismo, o Ministério do Turismo desenvolveu diretrizes para os trabalhadores da área. A chamada Política Nacional de Qualificação no Turismo foi lançada na última terça-feira (27/03), pelo ministro Marx Beltrão, com o objetivo de traduzir os anseios e demandas do setor por serviços e mão de obra qualificados.

Durante reunião do Conselho Nacional de Turismo (CNT), em Brasília, Beltrão afirmou que o turismo gera um em cada dez empregos no mundo, o que demonstra a dimensão da atividade no contexto da economia global. “No Brasil, o setor emprega sete milhões de pessoas, direta e indiretamente, e a meta é chegar a nove milhões de empregos até 2022. A qualificação se coloca como condição importante para ampliarmos a empregabilidade por meio do turismo e contribuir efetivamente com os esforços do governo federal para enfrentar os desafios da educação profissional no país”, disse.

A implementação da Política Nacional de Qualificação no Turismo deve melhorar a qualidade dos serviços do setor e possibilitar a requalificação dos trabalhadores, bem como a qualidade dos serviços de quem já está no mercado. As diretrizes presentes no documento estão alinhadas às metas globais do Plano Nacional de Turismo (PNT), também divulgadas na terça-feira, pelo Conselho Nacional de Turismo. “Sem qualificação não temos como avançar. Quanto mais qualificados forem os serviços e produtos turísticos, mais competitivo será o destino Brasil”, declarou Neusvaldo Lima, diretor de planejamento e gestão estratégica do Ministério do Turismo.

Nos últimos 15 anos, o Ministério do Turismo investiu cerca de R$ 14 bilhões em infraestrutura dos destinos. Neste contexto, a Política Nacional de Qualificação no Turismo deve auxiliar na condução dos planos e programas que serão traçados, respeitando características particulares de cada local, perfil do público e modalidades dos cursos de formação.

Relacionados

São 840 mil empregos ameaçados no setor de eventos no Paraná

transporte executivo

Five Transportes lança e-book com dicas sobre o transporte executivo

turismo brasileiro

5º Fórum Brasileiro de Turismo debate o crescimento do setor no pós Covid-19

Foto: Divulgação- Virgin Money Unity/ David Wala

Fãs em cercados: o novo normal dos festivais?

Os desafios de impactar o público de forma remota

Rio de Janeiro autoriza retorno de eventos de negócios

Preparativos da MPI para o WEC 2020

Transformação digital e o “novo normal” para o setor de eventos