Página Principal Revista EBS

O retorno da indústria de Eventos no Brasil

expo retomada
Foto: Divulgação
O evento marcou o retorno da indústria de Eventos no Brasil desde o início da pandemia

Publicado em 16/10/2020

A indústria de eventos no Brasil deu o primeiro passo para a retomada depois da realização da Expo Retomada. O mercado de eventos brasileiro finaliza a semana mais confiante e com ânimos renovados.

Considerada um marco para o setor, o evento sinalizou a retomada depois de sete meses de atividades paralisadas no país. Com a prática de todos os protocolos de segurança aprovados, os dois dias da feira reuniram 40 expositores, 100 marcas e cerca de 2.000 visitantes em horários escalonados, demonstrando, na prática, que o mercado de eventos presenciais está preparado para retornar.

PO Almeida – Foto: Assessoria

“Nós já estávamos preparados. Nosso propósito foi envolver todos os principais players do Live Marketing numa iniciativa sem fins lucrativos para mostrar que, mesmo neste momento tão desafiador, a indústria de eventos é capaz de se adaptar e oferecer todas as condições para garantir a segurança de todos os organizadores, parceiros e visitantes. Somos seres gregários e sociais e os eventos presenciais vão continuar acontecendo por causa disto, agora, porém, com a tecnologia dos eventos híbridos a nosso favor”, afirma o idealizador da Expo Retomada e managing partner da Live Marketing Consultoria, Paulo Octávio Pereira de Almeida, o P.O.

Couromoda, Fiera Milano, Messe Dusseldorf, destino Foz do Iguaçu, Centro de Convenções Rebouças, Grupo R1, MChecon, Programasom, Triart, Bueno Cenografia, Evestream, Visual Image foram alguns expositores do evento.

No palco, nove painéis discutiram assuntos relevantes, como impacto econômico das feiras e eventos, novos formatos, tecnologia, inovação na cenografia, novos protocolos nas montagens, tendências e impactos na entrega dos eventos, mobilidade corporativa, impacto da malha aérea, futuro da indústria de eventos e resultados pós-crise.

Corredores largos da exposição _ Foto: Jefferson Paulon

Além do conteúdo, a Expo Retomada contou ainda com uma área reservada para a exposição de diversas novidades e inovações para o novo modelo da indústria de eventos de negócios. Entre elas, um robô para desinfecção de superfícies e ar que emite luz ultravioleta germicida, uma solução em transfer de visitantes com protocolos específicos de higiene e distanciamento, e soluções em A&B adaptadas com embalagens individuais higienizadas.

E no encerramento do evento, o reconhecimento de profissionais e empresas do Live Marketing, com a entrega dos troféus do Prêmio Live.

“Evento de extrema importância para o nosso setor, onde assuntos fundamentais foram discutidos amplamente pelos maiores players do mercado e, mais bacana de tudo, poder reencontrar os amigos novamente após um longo período sem contato. Por fim, a realização segura, evidenciou a possibilidade de voltarmos a realizar as feiras e movimentar nosso gigantesco mercado”, afirmou João Paulo Picolo, CEO da NürnbergMesse Brasil.

“A locomotiva começou a andar. Nosso setor impulsiona uma cadeia gigante, muitos segmentos dependem das feiras para comercializar seus produtos e eu acredito que a Expo é um ponto de partida. Mostra a seriedade das empresas envolvidas, toda a questão de segurança empregada e acreditamos que as pessoas se sentirão mais seguras em participar dos eventos presenciais. Falou-se muito no híbrido, que veio para ficar, mas nada se compara à experiência do presencial. Do início ao fim, o evento mostrou que o mercado está preparado para voltar”, complementou o presidente da ABRACE – Associação Brasileira de Cenografia e Estandes, Marcelo Soares.

Robô higienizando o piso – Foto: Jefferson Paulon

A aplicação de protocolos rígidos de segurança foram o ponto alto da Expo Retomada, concebida para ser um modelo de evento para a realidade pós-pandêmica. Ainda na entrada, marcações no piso e corredores largos mostraram o distanciamento necessário em caso de fila para passar as catracas. Totens com escaneamento de temperatura e álcool gel também foram dispostos antes das catracas. No acesso, a leitura por QR Code direto pelo celular do visitante, sem intervenção humana. Dentro do evento, um painel também fazia o controle térmico por aproximação.

Toda a planta, desde a montagem dos estandes até o distanciamento das cadeiras da plateia foi projetada para proporcionar o distanciamento necessário entre os participantes. A visitação também foi planejada e dividida em dois grupos por dia, respeitando o máximo de 5% de capacidade do pavilhão do São Paulo Expo.

A Expo Retomada contou com apoio oficial da UBRAFE – União Brasileira de Feiras e Eventos de Negócios, AMPRO – Associação de Marketing Profissional, ABEOC Brasil – Associação Brasileira de Empresas de Eventos, ABRACE – Associação Brasileira de Cenografia e Estandes, ABRAFESTA – Associação Brasileira de Eventos, ALAGEV – Associação Latino Americana de Gestores de Viagens e Eventos Corporativas, Abralimp – Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional, ABBFEC – Associação Brasileiras dos Buffets e Eventos Corporativos, MPI BRAZIL – Meeting Professionals International Brazil, SINDIPROM|SP – Sindicato das Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras, Congressos e Eventos do Estado de São Paulo.

Fonte: Assessoria

Relacionados

Ceará promoverá evento para simular a realização de eventos com segurança

Os testes rápidos podem ajudar na retomada dos eventos presenciais?

O primeiro dia da Expo Retomada no São Paulo Expo

“O pós-crise dos eventos” é tema na Expo Retomada

Grande São Paulo e outras 5 regiões entram na fase verde, com a liberação dos eventos

O Futuro dos Eventos no Brasil será tratado na Expo Retomada

“Testagem!” para manter os negócios funcionando no mercado de eventos e feiras

Expo Retomada abre credenciamento para etapa presencial