Página Principal Revista EBS

SP priorizará turismo e eventos na retomada

Foto: Pexels / Pixabay
Governo de São Paulo planeja iniciar a retomada gradual em maio

Publicado em 29/04/2020

A partir do dia 11 de maio, o Estado de São Paulo deve reiniciar a retomada aos negócios, priorizando os setores: comércio, turismo e economia criativa (artistas, produtores de conteúdo e eventos).

Nessas atividades estão muitos micro e pequenos empresários que nesse momento passam por um situação bastante delicada com suas atividades, muitas vezes, totalmente paralisadas.

Ao anunciar a retomada, o governo de São Paulo informou que está formando um plano de retomada das atividades. Ele vai ser de forma gradual e respeitando o avanço do coronavírus em cada cidade.

Afim de determinar o que poderá ser aberto, deverão avaliados oito critérios de saúde como número de casos da covid-19, óbitos e leitos disponíveis. Assim sendo, a reabertura deverá se dar em diferentes tempos e regras, em cada um dos 645 municípios que integram o estado.

A prioridade deve ser dada aos seguintes setores: comércio, turismo e economia criativa, essa engloba: eventos, artistas e produção de conteúdo.

Certamente serão definidas regras distintas de acordo com o serviço prestado, tamanho e localização do negócio. Comércio de rua e shoppings terão critérios diferentes.

Retomada Segmento de Eventos

O Governo do Estado criou um grupo de trabalho, que conta com a participação de líderes e associações representantes de empresas do setor afim de trabalhar um plano de retomada no qual possam trabalhar juntos medidas para garantir uma retomada segura, ao atender as exigências de saúde.

O propósito desse trabalho deve ser auxiliar e agilizar todo o trabalho de readequação do setor de feiras e eventos para que o processo seja mais rápido e seguro possível, atendendo aos novos padrões que certamente serão implementados.

A retomada do Turismo em São Paulo e no Brasil?

O Governador de São Paulo João Dória declarou que não será possível qualquer flexibilização antes do dia 10 de maio, uma vez que muitos setores, ressaltando o interesse do segmento do turismo por conta dos feriados e mesmo do dias das mães, celebrado no dia 11 de maio.

Em videoconferência realizada nesta quarta-feira (29), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, afirmou que o turismo doméstico pautará a retomada do setor no país após a pandemia.

De acordo com o ministro, o Ministério do Turismo já está trabalhando em um plano que será puxado por uma grande divulgação dos destinos nacionais e a integração entre os modais de transporte, fazendo com que destinos próximos possam ser visitados em uma só viagem.

“A retomada só será possível após a sobrevivência do setor.”, disse o Álvaro Antônio, que destacou a linha de crédito de até R$ 5 bilhões que deverá ser liberada pelo Ministério da Economia para ajudar os trabalhadores e empreendedores do Turismo do país.

“Essa medida provisória vai atender em 80% os micros e pequenos e 20% as empresas de médio e grande porte que prestam serviços turísticos no país. Vamos trabalhar para que este recurso possa ser ofertado de forma atrativa e com facilitações”, pontuo.

Fonte: UOL e Ministério do Turismo

Leia também:

Relacionados

Audiência Pública vai debater a retomada das atividades dos setores de eventos e turismo em São Paulo

Validade dos profissionais no mercado de trabalho

São 840 mil empregos ameaçados no setor de eventos no Paraná

turismo brasileiro

5º Fórum Brasileiro de Turismo debate o crescimento do setor no pós Covid-19

Rio de Janeiro adia a reabertura de teatros, cinemas e casas de eventos

Expo Retomada fala sobre o futuro dos eventos presenciais

Rio de Janeiro autoriza retorno de eventos de negócios

Pesquisa: 19% planejam viajar ainda este ano e 49% só em 2021