Página Principal Revista EBS

Tecnologias aliadas das viagens no pós-pandemia

Foto: Pixabay
Novas tecnologias que devem auxiliar nas viagens pelo mundo no pós-pandemia

Publicado em 14/07/2020

Viagens na pandemia? E as viagens no pós-pandemia? Como será esse novo cenário? E foi a crise global que impulsionou várias empresas israelenses a desenvolverem produtos e tecnologias que permitirão à indústria do turismo voltar a operar com segurança e eficiência.

Israel é frequentemente mencionado como “nação iniciante” ou o segundo Vale do Silício, pois os israelenses são considerados pessoas criativas e engenhosas que tendem a “pensar fora da caixa”. 

Quando a crise global do coronavírus explodiu, os israelenses pensaram em soluções tecnológicas para combater o vírus e restaurar a vida, se possível, de volta ao rumo normal. Algumas dessas soluções permitirão turistas possam cruzar os céus e estradas pelo mundo ou viajar a negócios novamente.

Conheça algumas tecnologias que permitirão uma rotina mais segura e consciente:

  • Diagnóstico em 60 segundos
    A Maf’at (Direção de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa) está trabalhando no desenvolvimento do diagnóstico em 60 segundos se uma pessoa for positiva para o Coronavírus. Essa tecnologia usa frequências tera-hertz, mil trilhões de vezes por segundo. Será possível identificar portadores de vírus no próprio aeroporto antes do embarque. Aqueles que apresentarem resultados positivos não poderão embarcar, o que protege a saúde dos passageiros e da tripulação, assim como a população do país de destino.
  • Nariz artificial que detecta coronavirus
    Você sabia que o Coronavirus tem um cheiro? Uma tecnologia de nariz artificial desenvolvida pela NANOSCENT que atualmente é usada para identificar vacas prenhas agora está sendo testada com o objetivo de detectar o Corona. Com a ajuda de um dispositivo pequeno, seremos capazes de detectar as moléculas liberadas pelos portadores de coronavírus. A instalação deste dispositivo em espaços públicos ajudará na detecção e identificação do vírus quando presente, o que confirmará que um local é livre de coronavírus e seguro para percorrer.
  • Robô inteligente
    Ao chegar ao aeroporto, um robô, não o comissário, recepciona os passageiros. Ou, ao embarcar no próprio avião, um robô comissário acompanha os passageiros aos seus assentos. E se esses robôs ainda puderem manter um alto nível de serviço, mas também manterem a higiene e protegerem a saúde da tripulação e dos passageiros? Esse robô já existe, é desenvolvido pela RAFAEL, já está sendo testado em hospitais. O robô visa substituir parte da equipe médica nos departamentos que tratam o Coronavírus, afim de proteger a saúde e a segurança das equipes médicas. Essa tecnologia também pode ser usada em aeroportos e hotéis durante os processos de check-in e verificação de segurança.
  • Máscara que pode ser usada por longas horas
    Uma das restrições aos passageiros deve ser o uso de uma máscara durante todo o voo para proteger a saúde de todos. E se for um voo longo? O uso de uma máscara apenas será muito mais difícil. Um estudo em conjunto do Hospital Meir em Kfar Saba, da Polícia de Fronteiras de Israel e da Unidade de Contraterrorismo de Israel (Yamam) resultou em uma nova máscara que permitirá uma respiração mais fácil em voos e viagens longas. Atualmente, a máscara está sendo usada experimentalmente em hospitais e ajuda as equipes médicas a respirar sem dificuldade.
  • Imagem térmica e calor corporal
    Uma maneira de detectar portadores de coronavírus em locais públicos é verificar a temperatura corporal das pessoas na entrada de espaços públicos, como lojas, restaurantes e acomodações. A próxima solução tecnológica está em desenvolvimento e permitirá imagens térmicas e exames de calor corporal de grandes grupos de pessoas ao mesmo tempo. Essa tecnologia, desenvolvida pela empresa de vídeo Hikvision, em colaboração com a HVI Security Solutions, do C Data Group e da Equipe 3; pode ser usada em qualquer lugar, desde os saguões dos hotéis até entrada de grandes eventos.
  • Luz ultravioleta pode destruir o coronavírus
    O Centro Médico Mayanei Hayeshua conseguiu destruir a presença de Coronavírus em espaços médicos com a ajuda de uma luz ultravioleta especial, que é inofensiva e segura, mesmo para exposições prolongadas. Talvez teremos essa tecnologia disponível em quartos de hotéis, ou mesmo na entrada de eventos. Essa tecnologia é fruto do estudo da equipe médica liderada pelo Dr. Boris Orkin, uma equipe de físicos, e pelo empresário Eldad Perry.
  • Detecção do vírus usando a câmera do celular
    A empresa Binah.ai está desenvolvendo um monitoramento e detecção de vírus somente pela câmera do dispositivo. Ao baixar um aplicativo, você pode realizar testes remotos e em tempo real que monitoram sua frequência cardíaca, saturação de oxigênio (SpO2), frequência respiratória e estresse mental – tudo no seu smartphone, laptop ou tablet pessoal. Será possível detectar a doença via câmera em menos de dois minutos.
  • Ameaças nos sistemas de saúde
    Em tempos de distanciamento social, a See-True revoluciona o processo de segurança atual com detecção automática de ameaças usando inteligência artificial. O programa de IA da empresa possibilita a detecção automática de ameaças e resolução de alarmes para sistemas críticos de saúde, como raios-X e CT. A empresa foi selecionada recentemente pela Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas para ajudar o setor de turismo global a se recuperar da crise do COVID-19, depois de vencer o Global Healing Solutions Challenge.

Leia também:

Relacionados

Marketing no metaverso: 4 benefícios desta relação para o mercado

Afinal de contas, o que é metaverso? Especialista orienta para evitar confusão

Campus Party Brasil é adiada para novembro; evento será no Anhembi, em São Paulo

FuturePrint 2022 será presencial e volta a ser o encontro das tecnologias de impressão e fomento ao desenvolvimento do setor

Meta… o que? 55% dos americanos não sabem o que é o Metaverso, aponta pesquisa da NordVPN

Como a Alpargatas conseguiu conectar 17 mil colaboradores ao redor do mundo através de uma empresa líder de soluções em nuvem

Processo de produção em massa de robôs humanos começou! Elon Musk avisou!

NICE Interactions Live 2022 apresenta estratégias para valorizar a experiência do cliente e recebe George W. Bush e George Clooney