Página Principal Revista EBS

GL Events assume Anhembi por 30 anos

Vista aérea do Anhembi. Foto: José Cordeiro/ SPTuris
Vista aérea do Anhembi. Foto: José Cordeiro/ SPTuris
Com a oferta da proposta mínima, de R$ 53,7 milhões, para explorar comercialmente em troca de modernização

Publicado em 15/01/2021

A Prefeitura de São Paulo concedeu Complexo do Anhembi, na Zona Norte da capital paulista, para gestão e exploração comercial à GL Events por 30 anos pelo valor de R$ 53,7 milhões.

A GL Events deverá modernizar o complexo, que completou 50 anos em 2020, e, em contrapartida, poderá explorar comercialmente a área, que recebe feiras de negócios, congressos, convenções, shows e festivais, e que poderá contar com parcerias junto a agências bancárias, casas de espetáculo, farmácias, conveniências, hotéis e estacionamentos,

Entre os investimentos previstos estão a requalificação do Pavilhão de Exposições, como a instalação de ar condicionado, a reforma no Sambódromo, e a ampliação e a diversificação de áreas locáveis, com o aumento da área do Palácio das Convenções.

Além da outorga fixa de R$ 53,7 milhões, que é uma espécie de aluguel, o plano de negócios estimou investimentos da ordem de R$ 620 milhões durante o período de vigência do contrato. O edital também determinou que a concessionária pague 12,5% da receita operacional bruta para a Prefeitura, não podendo ser menos que R$ 10 milhões por ano. Durante os 30 anos de concessão, a gestão Bruno Covas (PSDB) prevê um benefício de R$ 2,6 bilhões para os cofres públicos.

A SPTuris adaptou 100 mil m² de área para que se tornassem o espaço multiuso Arena de Lazer Sambódromo Anhembi, em um investimento de R$ 350 mil.

Projeto inicial: Privatização do Anhembi

Em dezembro de 2017, o então prefeito de São Paulo, João Doria, sancionou uma lei que autorizava a administração municipal a privatizar o Complexo do Anhembi e a São Paulo Turismo (SPTuris), empresa oficial de turismo e eventos da capital.

A ideia era manter o Sambódromo e investir em prédios mais modernos para o restante da área.

Nesse ano, o prefeito Bruno Covas, então decidiu conceder todo o Complexo do Anhembi para a iniciativa privada com lance mínimo de R$ 53,7 milhões.

Fonte: G1

Relacionados

AMPRO divulga line-up do 5º Congresso Brasileiro de Live Marketing

Aceleração da transformação e ESG no Congresso Brasileiro de Live Marketing

AMPRO adere a movimento do setor de eventos contra o veto 19/2021

Linha de crédito de R$ 408 milhões para o setor de eventos de cultura e entretenimento

Experiência do Cliente: o sucesso dos eventos

Carnaval 2022 é necessário debate técnico e racional, defende ABRAPE

Hacktown retorna em formato presencial em 2022 em Santa Rita do Sapucaí

Evento vai discutir o futuro do setor mais impactado pela pandemia