Página Principal Revista EBS

A Távola Redonda MICE pensa no futuro MICE

Players do setor se reuniram para um Think Tank dedicado a pensar o futuro do segmento MICE.

Depois de se reunir para um exercício de Design Thinking em 2017, líderes do setor MICE que compõem a Távola Redonda (grupo formado pela EventoFacil para identificar melhorias para o setor) foi mais uma vez acionada. Desta vez, para um Think Tank para refletir sobre o futuro do setor MICE.

Um grupo de 36 participantes, entre eles gestores de agências, clientes e outros players do setor, foi convidado pela EBS para passar um fim de semana no agradável Royal Palm Plaza, dedicando um sábado inteiro para um esforço concentrado de reflexão sobre o futuro.

Tive o prazer e a honra de liderar esse Think Tank, cujos resultados foram apresentados com exclusividade no Congresso MICE Brasil 2019 e são compartilhados com você neste artigo. Vamos lá!

Para aquecer os neurônios, levei alguns conceitos que extraí de estudos sobre o futuro e os submeti ao grupo para iniciarmos os trabalhos.

Pontos destacados:

  • RAZÃO X EMOÇÃO;
  • VALORES HUMANOS X TECNOLOGIA;
  • BIG DATA X PRIVACIDADE;
  • ENSINO/ EDUCAÇÃO X CONHECIMENTO;
  • ENGAJAMENTO POLÍTICO/ SOCIAL X PATRULHAMENTO;
  • REALIDADE X FANTASIA;
  • TER X USAR;
  • MOBILIDADE HUMANA;
  • ENERGIA;
  • SAÚDE MONITORADA/ EXPECTATIVA DE VIDA AUMENTADA;
  • SUSTENTABILIDADE;
  • MONOPÓLIOS.

Pensar no futuro, seja ele para qualquer setor passa obrigatoriamente por uma reflexão sobre estes pontos. Depois de analisar cada um deles detidamente, foram formados 5 grupos de 7 a 8 componentes cada para extrair insights sobre o futuro da atividade. Como premissa, eles foram orientados a pensar num futuro imediato, de 2020, mas também nas próximas décadas. Mais do que tentar imaginar salas de eventos voadoras ou avatares virtuais ou outros tipos de exercícios futuristas, a dinâmica levou os grupos a reflexões mais filosóficas, conceituais e comportamentais.

No final, foram selecionados 12 insights, os quais divido com você agora.

O FUTURO É…

EQUILÍBRIO: Equilíbrio entre tecnologia e valores humanos. Entre o virtual e presencial. Entre individualidade e coletividade. Equilíbrio nas relações Cliente – Agência – Stakeholders.

RESPEITO: Respeito à diversidade. Respeito à opinião contrária (Lovers X Haters)
Relações mais respeitosas entre quem contrata e quem presta serviços. Mais transparência nas relações.

UNIÃO: Mais interação e sinergia entre instituições. Mais ações conjuntas. Mais União entre poder público + Iniciativa privada. Iniciamos uma Era de cooperação e compartilhamento.

ELÍPTICO: Valores do futuro resgatando e retrofitando valores do passado. A moda que vai e volta. O pêndulo (tudo o que vai, volta). Back to basics.

RACIONALIZAÇÃO: Uso sustentável de materiais. Atuação sustentável de Profissionais. Tecnologia a serviço do homem – e não o contrário.

F.O.M.O X J.O.M.O.
(Fear of missing out X Joy of missing out – Receio de perder algo X Prazer em perder algo): Discernimento para saber o que realmente importa.
Conhecimento é prata. Curadoria é ouro! O ponto-chave é a relevância.

NETWORKING: Pessoas mais disponíveis e interessadas em networking. Não basta o networking virtual.
É preciso o “olho no olho”. Interação + Cooperação + Interdependência.

EXPERIÊNCIA: Experiências sensoriais potencializadas. 5 sentidos estimulados.
Customização. Possibilidades aumentadas com tecnologia (VR, AR, IA…)

EDUCAÇÃO: Handicap brasileiro. O Brasil conseguirá recuperar o atraso?
Educação holística: não só o conhecimento, mas também o respeito.

ESPERANÇA: De que o Brasil do futuro vire o país do presente (educação é ponto-chave).
Sustentabilidade. Acessibilidade. O futuro já chegou, só está mal distribuído ( William Gibson).

EUREKA! A melhor solução estará sempre na Criatividade.
Efeito Wow! A vida é uma eterna descoberta.

CORAÇÃO! Sístole/ Diástole.
Símbolo maior da vida e da individualidade. Amor e emoção!

Como um síntese geral de tudo, criei uma frase ao estilo Che Guevara:
No futuro, HAY QUE RACIONALIZAR Y TECNOLOGIZAR, PERO SIN PERDER LA TERNURA JAMÁS!


Autor(a)

Alexis Pagliarini

Alexis Pagliarini

Diretor Geral Superintendente da FENAPRO – Federação Nacional de Agências de Propaganda e especialista em processos de Design Thinking e Criatividade. É também Past President da MPI Brazil (Meeting Professionals International) e do Comitê de Marketing do WTC Club. Faz parte do Advisory Board do CMO Council - LATAM. Assina a coluna Beyond the Line do PROPMAK. É jurado convidado em diversas premiações, tendo sido presidente do júri do Prêmio Colunistas Promoção (2016 e 2017) e do Ampro Globes 2015. Foi palestrante no Cannes Lions Festival em duas edições (2008 e 2010) e apresentou o Cannes Lions Road Show 2016 e 2017 (20 apresentações pelo Brasil).

Relacionados

Estadão traz a São Paulo conteúdo e experiências no Cannes Lions

Futuro, Encantamento e Gestão no Segmento MICE

Sessentão ainda sexy

GHS apoia lançamento de hotéis de luxo

Game XP 2019 chega novamente a Cidade Maravilhosa

Royal Palm Hotels & Resorts fecha primeiro semestre com alta de 30% no faturamento

Natura promove experimento para provar o poder das pessoas na construção de um mundo mais bonito

Visit Iguassu desenvolve experiências para incentivar a vinda de novos eventos