Página Principal Revista EBS

As principais tendências para o marketing de eventos

marketing de eventos
crystal710/Pixabay
Conheça as apostas para 2018, com diferenciais que podem impulsionar ações na área

As tendências para o marketing de eventos traz como principal destaque o uso de vídeo para complementar as estratégias do marketing de conteúdo – aliado na divulgação de eventos, marcas, produtos e muito mais. De acordo com o relatório anual State of Video Marketing Survey, da Wyzowl, 2018 deve ser um bom ano para materiais em vídeos.

A pesquisa, realizada em dezembro do ano passado, ouviu 570 pessoas, entre profissionais de marketing e consumidores online. O relatório apontou que 81% dos negócios utilizam o vídeo como ferramenta de marketing, contra 63% reportados em 2017. O aumento aponta a força dessa tendência, que deve impactar diretamente o mercado de eventos.

Outro ponto importante é a criação de experiência multifacetada aos participantes, especialmente em sua relação com as mídias sociais. Quanto mais as pessoas conseguirem participar de encontros que contam com atividades e interação online, maior a probabilidade de que as mesmas participem de edições futuras.

Este ano, o marketing de eventos deve apostar em tecnologias para atender as necessidades e expectativas dos presentes, como listamos na matéria com algumas apostas tecnológicas para o mercado. Além da tão comentada Inteligência Artificial, o destaque fica por conta da identificação por radiofrequência, capaz de coletar informações importantes de uma forma eficaz e rápida. A tecnologia, presente em pulseiras e crachás, já é muito utilizada em festivais pelo Brasil e no Mundo. Com impacto direto na experiência das pessoas, deve se popularizar entre feiras e encontros de grande porte, por exemplo.

Aplicativos exclusivos também estão na lista, entre os mecanismos de apoio e informações relevantes para os participantes (antes, durante e após o evento), capazes de proporcionar uma experiência diferenciada e personalizada. Essa modalidade garante ainda a possibilidade de conectar-se diretamente com as redes sociais, estimulando ainda mais a interação entre as pessoas e repercussão do evento no ambiente online.

Relacionados

Fornecedores do setor de eventos preparados para a retomada das atividades

Centro de Convenções Rebouças atua na linha de frente da Covid-19

drive-in são paulo

Drive-in chega ao Memorial da América para a retomada

Protocolos de SP para eventos e turismo, mas sem data de reabertura

“Transformações do consumo para o futuro” – webinar FOHB

Empresas conhecem um novo consumidor que veio para ficar

Cancelamentos de eventos podem deixar 3 milhões sem trabalho

novos caminhos rh pós crise

Tendências para o RH no mundo pós Covid-19