Página Principal Revista EBS

Ministério da Saúde recomenda cancelamento apenas de eventos em massa

O governo ainda pediu para que se o evento não puder ser cancelado ou adiado, seja realizado sem público

O Ministério da Saúde, por meio de uma videoconferência transmitida pelo nesta sexta-feira (13/3), fez nova recomendações gerais para os estados do Brasil e outras específicas para os locais com transmissão local e comunitária do novo coronavírus (COVID-19). Uma delas é o cancelamento ou adiamento de grandes eventos, sejam eles governamentais, esportivos, culturais ou políticos.

Eventos e atividades em locais fechados com aglomeração (a partir de 500 pessoas), sejam eles governamentais, esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos, comerciais, religiosos e outros: os organizadores ou responsáveis, devem cancelar ou adiar, se houver tempo hábil. Não sendo possível, recomenda-se que o evento ocorra sem público.

Entre os eventos já cancelados e/ou adiados estão: Intermodal, Feicon Batimac e Laad Security.

Relacionados

Show reúne 5.000 pessoas em Barcelona, após testes de covid-19

Regras sobre reembolso de créditos de eventos é prorrogada

Óleo nas engrenagens do setor de eventos

Texto-base do projeto de ajuda ao setor de eventos é aprovado

Setor de eventos perde R$ 270 bilhões durante a pandemia

CMO Summit reúne os principais nomes do marketing

ABAV detalha ações para a retomada

Aprovada urgência para o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos