Página Principal Revista EBS

Global Meetings Industry Day – #GMID2020

Dia Mundial da Indústria de Reuniões - a data evidencia a relevância do setor para a economia mundial

Publicado em 14/04/2020

O Global Meetings Industry Day (Dia Mundial da Indústria de Reuniões) é celebrado em 14 de abril, data em que importância do setor de reuniões, eventos, conferências, convenções, viagens corporativas e de incentivo, feiras e exposições, é lembrada.

Há anos, essa data tornou-se uma oportunidade para entidades e profissionais do setor notabilizarem junto a seus colegas e parceiros e mostrar a relevância do mercado de eventos e os impactos positivos no desenvolvimento dos negócios, na geração de empregos, na inserção de novas tecnologias, assim como, sua integração na economia mundial.

Somente no ano de 2019, segundo a Cvent, mais de 275 eventos de celebração da data registrados em 50 países. Mas, infelizmente em 2020, as circunstâncias devido à pandemia levaram ao cancelamento de todos os eventos agendados para a data.

Porém, o cenário atual fortaleceu o impulso de todos que atuam no setor para que a data fosse lembrada e comemorada. E, nesse momento, o segredo é se reinventar!

Global Meetings Industry Day e a reação positiva

Como o sinônimo dessa indústria é resiliência, as empresas e profissionais do segmento MICE (eventos corporativos, incentivos, feiras, congressos) celebram a data apoiando uns aos outros, através de ações online.

Embora a pandemia tenha feito com que as reuniões e viagens fossem desaconselhadas, a internet, tecnologias e redes sociais estão sendo os melhores recursos para os profissionais do setor se apoiarem, ou ainda, se solidarizarem, compartilharem as melhores práticas ou mesmo realizarem webinars (seminário online, gravado ou ao vivo), reuniões, eventos e palestras.

Uma crise, como a que vivemos – e tentamos sobreviver – nos tira da zona de conforto. Todavia, buscar o equilíbrio nesse cenário é a chave-mestra para um crescimento fortalecido e, não a um retorno ao confortável.

Um novo momento da indústria do segmento MICE

O mercado de reuniões e eventos tem se mostrado forte, resiliente e compassivo faz algum tempo, ao passo de manter o foco em seu propósito, que é reunir profissionais e indústrias de diversos segmentos visando gerar negócios, network, troca de experiências e aprimoramento de conhecimentos.

De acordo com um relatório de 2019 da UFI (The Global Association of the Exhibition Industry), em 2018 foram montados 138 milhões de metros quadrados de estandes de expositores em todo o mundo, com 303 milhões de participantes nessas exposições.

Hoje vemos muitos programas transmitindo apresentações, palestras e discursos importantes on-line, ampliando o público potencial e criando novos fluxos de receita.

Este, portanto, é um momento de criar um pensamento inovador no trabalho, de reexaminar seu papel no curto e no longo prazo e, sobre em quais ações é possível ser proativo e útil agora e no pós-COVID-19.

Gestores de grandes empresas do Brasil e do mundo, bem como os profissionais do setor também estão tendo de recriar suas rotinas frente ao COVID-19 e a necessidade do distanciamento social. Afastados da estrutura dos escritórios e dos espaços dos eventos, executivos e colaboradores fizeram dos aplicativos de videoconferência e de sistemas operacionais de suas empresas seus principais instrumentos de trabalho.

Mesmo pelo computador, tablet ou celular, a falta do “olho no olho” nas relações de trabalho está sendo um aprendizado e a volta ao espaço de eventos promete ser diferente e mais valorizado.

Celebre a data na maior reunião online do mundo

Entidades de coalizão do Meetings Mean Business (Canadá, Índia, México e Estados Unidos) tiveram de cancelar suas celebrações presenciais para o dia de hoje, porém programou algo inusitado: uma programação de 12 horas direta de sessões educacionais, que inclui informações sobre como lidar ações durante a pandemia, além de conselhos de especialistas sobre como melhorar suas reuniões quando os eventos pessoais serão retomados.

A organização da MPI (Meeting Professionals International)  pretende bater o recorde mundial de maior reunião online durante o Global Meetings Industry Day. Você também poderá participar de seminários educacionais e compartilhar suas próprias atividades.

“Todos nós estamos tentando gerenciar esses tempos sem precedentes, que foram especialmente difíceis para a nossa indústria. Orgulhamo-nos da resiliência e do compromisso contínuo que os profissionais do setor demonstraram. Iremos nos manter juntos para enfrentar essa crise”, segundo nota oficial do Meeting Professionals International .

A alternativa de celebração online surgiu de uma postagem no Twitter de Anh Nguyen, (fundador da Spark Event Management em Alberta, Canadá), e foi imediatamente apoiada por Derek Orr (AV Strategies), Carol Lyle (grupo Hilton), Marie Lou Coupal (JPDL), Miguel Neves (miguelseven.com) e Morris Kamweru (Zippy Event Solutions).

De acordo com a ONG EventsCouncil, uma das apoiadores do evento mundial, o Global Meetings Industry Day homenageia a importância comercial do setor de reuniões e eventos e seus  US $ 2,53 trilhões em impacto econômico global. “A defesa de sua relevância assumiu maior evidência em 2020, pois vemos nosso setor significativamente afetado pelo COVID-19. Embora geralmente seja uma celebração global com eventos ao vivo acontecendo em todo o mundo, este ano, precisamos manter um foco contínuo em compartilhar a mensagem do valor de nos unir dentro desta realidade de que precisamos temporariamente ficar afastados”.

O evento virtual inicia-se às 11h (horário de Brasília). Ele será promovido através da Plataforma Webinar Zoom, no idioma inglês, com capacidade para até 3.000 participantes simultâneos ao vivo, bem como por meio de bate-papos no Twitter usando a hashtag #GMID20.

Participe da tentativa de quebrar o recorde mundial da maior reunião on-line no GMIDGoesVirtual. Todas as sessões do webinar estarão disponíveis em gravações após o evento. A programação pode ser acessada também por aqui.

Leia também:

Relacionados

Rio de Janeiro adia a reabertura de teatros, cinemas e casas de eventos

Expo Retomada fala sobre o futuro dos eventos presenciais

prejuízo-eventos-pandemia

Eventos: R$ 90 bilhões em prejuízo pela pandemia

rodada - speed meeting

Na crise: relacionamentos e oportunidades de negócios

Capital Paulista avança de fase, mas feiras e eventos não têm previsão de retorno

BCB São Paulo

BCB São Paulo é adiado para junho de 2021

imex america

IMEX America 2020 é cancelada

Fornecedores do setor de eventos preparados para a retomada das atividades