Página Principal Revista EBS

Quem são os Prosumers?

Foto: Gerd Altmann / Pixabay
Conheça esse novo consumidor de conteúdo digital que está ganhando cada vez mais evidência nas ações de marketing das empresas

Publicado em 29/04/2020

A ascensão dos prosumers é o mais recente desafio para os profissionais de marketing.

Mas você sabe o que é um prosumer?

Prosumers é um termo que foi originalmente criado por Alvin Toffler em seu livro de 1980, “The Third Wave” (A Terceira Onda). É uma junção das palavras producer (produtor) e consumer (consumidor) e seu significa nada mais é que o consumidor que atua ao mesmo tempo como produtor e consumidor.

Os prosumers ditam tendências, ou seja, eles são influenciadores que geram opiniões importantes – positivas ou negativas -, principalmente via internet. É aquele consumidor que se envolve com a marca, que quer conteúdo porque ele gosta da marca. Se bem engajados eles serão “defensores” da marca da empresa e irão difundir a mensagem proativamente, visando audiência, destaque, reputação e respeito para a marca.

Importância dos prosumers

Os prosumers são considerados atualmente os principais influenciadores e tornaram-se a chave para prever tendências emergentes quando o assunto é comportamento de consumo.

O grupo Havas, um dos maiores grupos de comunicações no âmbito global, produz vários estudos sobre este tipo de consumidor, que é considerado o mais early adopter (pessoa mais disposta a usar novas tecnologias) e que antecipa tendências, é mais influente nas comunidades em que atua, é mais proativo e consciente social.

Qual o perfil do prosumer?

Os prosumers podem opinar sobre os métodos de produção, fazer críticas ou elogios, comparar preços. Eles, em sua maioria, possuem uma visão e preocupação sustentável (produtos ecologicamente corretos, responsabilidade social corporativa etc.) e descrevem suas experiências com as marcas, produtos e serviços na internet, por meio de sites, blogs ou perfis em redes sociais.

Gabriel Rossi – Foto: Divulgação

“O prosumer tende a ser mais engajado e, quiçá, apaixonado da categoria. Importante mencionar que ele não apenas gasta bastante dinheiro, mas ele é dotado de interesse pelos serviços e produtos de um determinado ambiente mercadológico”, informa Gabriel Rossi, consultor em Marketing e palestrante. 

Segundo o especialista o prosumer é focado na informação. “Ele quer saber sobre tudo que lhe interessa e compartilha este conhecimento com as pessoas, sendo, muitas vezes, considerado referência. Ele pode ficar na fila da loja para adquirir um novo gadget, sabe todas as especificações e depois de adquirir vai em sites especializados, baixa apps e compartilha reviews nas comunidades”. 

Philip Kotler, considerado o “guru do marketing” reconheceu a importância dos prosumers para marcas e profissionais de marketing em seu artigo “Advances in Consumer Research Volume 13 – ‘O Movimento Prosumer: um novo desafio para os profissionais de marketing'” .

Em sua obra, Kotler se baseia no conceito do “prosumerismo” de Alvin Toffler a partir de uma perspectiva de marketing. O autor diz que há quatro etapas que os profissionais de marketing devem tomar para aproveitar ao máximo os efeitos positivos dos prosumers para suas marcas:

  • Identifique as atividades mais populares do prosumer;
  • Pense nas respostas apropriadas de produtos e serviços;
  • Direcione seus apelos de promoção para temas enfatizando a individuação, o desenvolvimento de habilidades e a produtividade;
  • Desenvolva mensagens mais especializadas para alcançar esses mercados-alvo altamente segmentados.

Porque sua empresa precisa dos prosumers?

Qual empresa não quer um melhor e real posicionamento de sua marca no marketing digital? A imagem que a sua marca/ empresa possui no mercado, inclusive na web, também está relacionada ao uso de prosumers.

É mais uma maneira de atrair e fidelizar mais clientes. O prosumer é um canal de feedback que ajudará nas estratégias de marketing da empresa .

Ele ajuda o profissional de marketing digital da empresa a ter alguns insights para aplicar em suas ações de negócios, pois são elos de comunicação para criar demandas e atitudes. Como você gostaria de ver a marca? Como você gostaria que colocássemos nossa comunicação? E as nossas ações? São alguns questionamentos que as marcas podem  explorar com o seu prosumidor.

“Em estudos sobre o comportamento do consumidor e coolhunting para variados clientes e mercados, nossa consultoria tem organizado rounds de bate-papo, mediados por um igual, identificamos perfis mais influentes dentro do conceito de prosumer”, comenta o especialista em marketing Gabriel Rossi.

Segundo ele, dois fatos saltam aos olhos: “o interesse pelo desenvolvimento da categoria e o grau de conhecimento e insights que eles proporcionam. As marcas precisam parar de enxergar esses consumidores como fãs: eles são, de fato, os verdadeiros experts. São aqueles capazes de nortear a sua marca com a capacidade de injetar dinamismo, energia e diferenciação”. 

Web no centro das atenções

É fato que os usuários de internet geram valor por produzirem o conhecimento e ainda o difundirem.

Os prosumers  geralmente adotam tecnologias como redes sociais (Facebook, MySpace), blogs, vídeo sob demanda (VoD), podcast, VoDcasting, realidades virtuais (Second Life, There.com), comunicações móveis e outras tecnologias e serviços baseados na Internet que permitem que as pessoas permaneçam conectadas sempre que e onde eles desejarem.

O que os prosumers querem?

De acordo com um levantado do Cisco Internet Business Solutions Group (IBSG), existem vários anseios que os prosumers buscam:

  • Precisam estar conectados ao trabalho e à família – a qualquer hora, em qualquer lugar;
  • Querem soluções simples e fáceis de usar;
  • Estão interessados em entretenimento e gastam mais do que o consumidor médio;
  • Querem acessar arquivos em casa tão facilmente quanto no trabalho;
  • São móveis e geralmente possuem vários dispositivos, como telefone celular, iPod,tablets e computador portátil;
  • São usuários frequentes e ativos da Internet e das tecnologias móveis tanto ambiente do trabalho quanto em casa.

Impacto do prosumer no Marketing Digital

Todo profissional marketing busca a lealdade: principalmente em tempos de competição intensa e margens apertadas.

“A importância sine qua non de fidelizar esse comprador está na capacidade do mesmo de se tornar um verdadeiro embaixador da marca, não apenas comprando produtos mas divulgando-os e colaborando com o seu desenvolvimento e perenidade”, afirma Gabriel Rossi.

Para o especialista, o problema é se acomodar: o prosumer quer ser surpreendido e ser levado para novos territórios.

O futuro do entretenimento

A pesquisa “O Futuro do Entretenimento“, realizada pela Havas em conjunto com o Cannes Lions, ouviu mais de 17 mil pessoas em 37 países, incluindo o Brasil, e apontou que 83% dos consumidores avaliam o entretenimento uma necessidade vital, incluindo 92% entre os prosumers. O levantamento também mostra que entre os consumidores mais conectados, 60% não conseguem ficar sem conteúdo.

Antes, as únicas “coisas” consideradas essenciais para a vida giravam em torno da saúde, nutrição, abrigo e trabalho. No mundo moderno, essa lista está se expandindo à medida que mais pessoas começam a considerar o entretenimento faz parte de suas principais necessidades.

O relatório destacou o hábito dos prosumers em comparação a consumidores comuns: 56% dizem que ficaria sem dormir para “maratonar” uma série, 37% afirma que não sobreviveriam sem Netflix, 93% consideram significativos conteúdos que geram impacto de longo prazo, 74% acreditam que sia experiência com marcas poderia ter mais entretenimento e 69% veriam mais publicidade se a propaganda também os entretivesse.

O estudo global também deu exemplos de empresas, marcas e produtos que se movimentaram na direção dos prosumers:

  • Black Mirror – de entediante a provocativa;
  • Lady Gaga – de artista a ativista;
  • Marvel Studios – de fora de temas sociais a empoderadora;
  • Nike – de marca isolada a social.

Como engajar os prosumers para a sua marca?

Nenhuma empresa quer um prosumer criticando a sua marca, não é mesmo? Saiba como sua empresa pode envolver e cativar esses novos consumidores em 4 dicas básicas:

  1. Proporcione experiências diferentes;
  2. Estabeleça relacionamentos verdadeiros;
  3. Cunhe espaços de interação com os prosumers;
  4. Acompanhe as redes sociais dos prosumers.

Leia também:

Relacionados

A importância do marketing pessoal em tempos de crise

Curso on-line sobre “gestão de crise e reputação”

Indústria 4.0 e a recuperação econômica do setor de eventos

Primeiro bootcamp de marketing programático do Brasil

Os impactos da COVID-19 no investimento em publicidade no Brasil

Empresas conhecem um novo consumidor que veio para ficar

O patrocínio de eventos na era digital

Estratégias de marketing B2B para motivar o consumidor